Consultor Jurídico

Baixa aprovação

Baixa aprovação em concurso de juiz faz TJ-RJ abrir nova seleção

Somente 26 candidatos ao concurso de juiz no Rio de Janeiro foram aprovados dos 950 inscritos. Por isso, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Miguel Pachá, resolveu abrir um novo concurso para tentar preencher o déficit de magistrados, que é considerado um dos mais sérios problemas da Justiça fluminense.

"Estamos com quase 200 cargos vagos. Isso provoca uma sobrecarga de trabalho para os que estão em atividade e alguns chegam a acumular três comarcas", disse o presidente do TJ-RJ.

Até as provas finais, 37 candidatos tinham sido aprovados, mas 11 não passaram nas provas orais. A posse dos aprovados foi marcada para o dia 8 de setembro. O Órgão Especial do TJ-RJ autorizou um novo concurso, que será ainda este ano. O salário inicial é de cerca de R$ 9 mil.

Ao contrário dos últimos concursos, este ano as mulheres não foram a maioria entre os aprovados. Houve uma divisão: foram 13 homens e 13 mulheres.

A candidata Lúcia Mothé Glioche foi aprovada em primeiro lugar com a nota 8,33. Ela é promotora de Justiça, lotada no 3º Tribunal do Júri. O segundo colocado foi Rafael Rodrigues Carneiro, que é procurador da Fazenda. O terceiro colocado já é juiz: Luiz Cláudio Rocha Rodrigues. Ele é magistrado em Rondônia e irá para o Rio. (TJ-RJ)




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 26 de agosto de 2003, 12h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/09/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.