Consultor Jurídico

Notícias

Na mira

Mais de 200 pessoas são acusadas de formação de quadrilha

O promotor José Carlos Blat, do Ministério Público de São Paulo, apresentou nesta quinta-feira (21/8) denúncia contra mais de 200 pessoas. De acordo com o MP paulista, os acusados foram funcionários fantasmas sob as gestões dos ex-prefeitos Celso Pitta e Paulo Salim Maluf. Em sete denúncias, as pessoas são acusadas de formação de bando ou quadrilha e peculato.

Os funcionários trabalhavam na empresa Anhembi Turismo, da Prefeitura de São Paulo, recebiam altos salários e nunca trabalharam. "Prestaram depoimento nessas investigações mais de 1,7mil pessoas, e inicialmente tínhamos um rol de 500 suspeitos", explica José Carlos Blat.

Embora a investigação seja gigantesca e detalhada, não foram obtidas até agora provas de Pitta e Maluf nesse esquema. "Os nomes pelo que apuramos não passavam pelos gabinetes de Pitta e Maluf", diz Blat.

Revista Consultor Jurídico, 21 de agosto de 2003, 17h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.