Consultor Jurídico

Mão-de-obra

Anamatra participa de debate sobre legitimação de cooperativas

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) foi convidada para participar de um grupo interministerial para discutir o papel das cooperativas de mão-de-obra na realidade social e econômica brasileira. O representante da Anamatra no grupo, juiz Márcio Túlio Viana, não vê com bons olhos essa iniciativa do governo.

Segundo ele, o objetivo parece ser o incentivo às cooperativas como forma de reduzir o desemprego, sem levar em consideração as fraudes existentes no processo.

"O governo parece estar convencido de que a cooperativa é uma solução para o desemprego, afinal assumiu com o discurso de geração de 10 milhões de empregos.O fato de existir fraude não inviabiliza a idéia", afirma Viana ao lembrar que o cooperativismo verdadeiro está baseado nas cooperativas de produção e não na de mão-de-obra, meras intermediadoras. (Anamatra)




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de agosto de 2003, 13h16

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.