Consultor Jurídico

Caso Banestado

Justiça Federal do PR recebe duas denúncias no caso Banestado

A 2ª Vara Federal Criminal de Curitiba, especializada em crimes contra a lavagem de dinheiro, recebeu nesta quinta-feira (6/8), duas das nove denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal sobre o caso do envio ilegal de dinheiro para o exterior por meio das contas CC-5 do Banco Banestado. A partir do recebimento pelo juiz, as denúncias transformam-se em ações penais e os denunciados passam a ser réus.

Uma das denúncias envolve 29 acusados de enviar dinheiro ilegalmente por meio dos Bancos Banestado e Del Paraná. A outra envolve 25 acusados de praticar irregularidades através do Banco Araucária. As demais denúncias continuam sendo analisadas pelos juízes da 2ª Vara.

Os juízes federais já determinaram o interrogatório dos réus para setembro. Após o depoimento, cada um terá até três dias para arrolar as testemunhas de defesa. Na seqüência, serão ouvidas as testemunhas de acusação já arroladas pelo MPF. Em seguida, as partes podem requerer novas provas e diligências e, depois do prazo para alegações finais, saem as sentenças.

As nove denúncias são resultados de cerca de 500 inquéritos e envolvem 194 denunciados. O inquérito 207, que apura a remessa de divisas via agência Banestado em Nova Iorque, não faz parte das denúncias -- ele será objeto de novas investigações do MPF e da Polícia Federal. (JF-PR)




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 7 de agosto de 2003, 19h19

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/08/2003.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.