Consultor Jurídico

Medida autoritária

Medida autoritária

Deixo registrada a minha indignação pela mais nova Resolução da Secretaria de Administração Penitenciária, que obriga aos advogados o agendamento, com 10 dias de antecedência, para que possam entrevistar seus clientes em estabelecimentos de segurança máxima.

A SAP mais uma vez mostrou a desconfiança sem causa quanto à conduta da classe dos advogados, a qual não pode ser confundida com a de alguns poucos "bandidos" que se dizem advogados. Estes devem ser punidos e excluídos da classe, mas a generalização é perigosa.

O atual secretário deveria estar preocupado com questões mais importantes, como a efetivação da cidadania no cárcere e com a efetividade da Lei de Execuções Penais. É lamentável que os advogados criminalistas estejam sendo considerados a causa dessa inconcebível situação de corrupção, a qual, muitas vezes, está no próprio sistema, e não entre os advogados.

Espero que o passado brilhante do secretário não seja apagado pelas autoritárias e ditatoriais medidas que vem tomando. Tais medidas caracterizam um presente precário, se comparado ao grande homem que a história demonstrou ser.

ÉRICK MICHELETTI

Leia notícia sobre determinação da Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 22 de julho de 2002, 15h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/07/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.