Consultor Jurídico

Talvane ganha liberdade

STJ revoga prisão preventiva de Talvane Albuquerque

O Superior Tribunal de Justiça concedeu liminar que revoga a prisão preventiva do ex-deputado federal Talvane Albuquerque. O ex-parlamentar é acusado de ser o autor intelectual do assassinato da deputada Ceci Cunha e de três familiares dela, ocorridos em dezembro de 1998.

A medida foi tomada pelo ministro Hamilton Carvalhido, ao restabelecer decisão do juiz da 1ª Vara Especial Criminal de Maceió, Alagoas. O pedido de soltura foi impetrado pelo advogado do ex-deputado, Aimberê Arruda.

A defesa de Talvane alegava que ele estava preso preventivamente há mais de 10 meses, o que configuraria excesso de prazo da instrução criminal. Com a decisão, será expedido alvará de soltura para o ex-parlamentar.

O ex-deputado estava preso a pedido da Procuradoria-Geral da República. No inquérito que investiga o assassinato de Ceci, consta que Talvane mandou matar a deputada "para dar origem a uma vaga de deputado federal na coligação a que pertenciam Ceci e Talvane, o que efetivamente ocorreu, tendo o último (Talvane) tomado posse", na Câmara dos Deputados.

Revista Consultor Jurídico, 17 de março de 2000.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de março de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/03/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.