Consultor Jurídico

Escuta telefônica

Continuação 2: Mendonça de Barros e Resende acusados de improbidade

Resposta: As entidades de previdência ou assistência social e os fundos de complementação previdenciária vinculados à Administração Pública, direta ou indiretamente, não poderão adquirir, em seu conjunto, participação superior a 25% das ações ordinárias objeto do leilão, respeitada a legislação específica. Conclui-se, portanto, que para cômputo deste percentual não serão consideradas as participações anteriores detidas pelas referidas entidades."

"Pergunta: O Edital MC/BNDES Nº 01/98, em seu sub-item 1.2.3. e que prevê "PARTICIPAÇÃO DE ENTIDADES DE PREVIDÊNCIA" no processo de privatização do Sistema Telebrás, menciona a expressão "entidades de previdência ou assistência social e os fundos de complementação previdenciária, vinculados à Administração Pública, direta ou indireta, constituídos sob a legislação brasileira". Entendemos que o Edital, ao se referir, no mencionado sub-item 1.2.3, às "entidades de previdência" está abrangendo as entidades fechadas de previdência privada, também conhecidas por "fundos de pensão" tipo SISTEL, PREVI, PETRUS e etc. Há concordância com nosso entendimento? Gostaríamos, ainda, de solicitar um esclarecimento adicional a respeito do termo "vinculado à Administração Pública", visto que o termo vinculado, por si só, é vago. Qual é o tipo de vinculação que pretende se esclarecer? Seria em relação à questão administrativa, financeira, funcional ou apenas às entidades que recebam recursos orçamentários? A Constituição Federal, no Artigo 173, § 1º, determina que a empresa pública, a sociedade de economia mista e outras entidades que explorem atividades econômicas se sujeitam ao regime jurídico próprio das empresas privadas. Ainda assim, a entidade de previdência dos empregados de uma sociedade de economia mista ou de uma empresa pública que explore atividade econômica, portanto sujeita ao regime próprio das empresas privadas, é considerada vinculada à Administração Pública? Quando o Edital usa o termo "Administração Pública" refere-se à Administração Pública Federal ou pretende alcançar as esferas Estaduais e Municipais?

Resposta.: O dispositivo é claro e auto-explicativo. A norma refere-se às entidades fechadas de previdência privada patrocinadas por empresas integrantes da Administração Pública Federal, Estadual e Municipal.

32 - Outro aspecto interessante do trecho acima colacionado e extraído do depoimento do ex-Ministro, é a hermenêutica toda própria e inédita adotada pelo Agente Público em relação à legislação de regência, principalmente quando afirma que "Exatamente para atender o objetivo central da lei de licitação, de ter pelo menos dois consórcios, é porque estávamos, naquele momento, agindo como agimos", ou ainda quando alude ao fato de que "seria um ato improbo se estivéssemos tomando qualquer decisão para reduzir o número de participantes do leilão e, portanto, a transparência e o resultado financeiro.", quando em realidade a Lei nº 8666/93, ao prever e apenar a fraude ou frustração do caráter competitivo do processo licitatório,jamais dispôs, sob tal manto, acerca da possibilidade de indução ou favorecimento de um ou outro grupo interessado no certame; estímulo é uma coisa, assim como criação de condições para a obtenção do melhor preço; outra coisa muito distinta é o fornecimento dessas mesmas condições apenas a um ou outro concorrente, em prejuízo dos demais.

Continua em Comunidade Jurídica.

Revista Consultor Jurídico, 10 de dezembro de 1998.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 10 de dezembro de 1998, 17h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/12/1998.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.