Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Rampas de acesso

Fórum Ruy Barbosa, em São Paulo, terá barreira de vidro para evitar suicídios

Por 

Para evitar acidentes e suicídios, o Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, em São Paulo, ganhará uma barreira de vidro em suas rampas de acesso. A obra, que custará R$ 5,3 milhões, deve demorar seis meses e começará neste semestre, dependendo ainda da aprovação do produto.

Proteções já existentes nas rampas receberão um complemento de vidro de 1,75 m de altura para impedir acidentes e novos suicídios.
Reprodução

A empresa que venceu a licitação foi a Penha Vidros Ltda. O material a ser instalado é um vidro laminado e temperado, com 1,75 m de altura.

A Assessoria de Imprensa do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região destaca que a altura da proteção supera o mínimo exigido pela lei, que é de 1,20 m. “O objetivo é eliminar quaisquer pontos de apoio ou impulso, além de impedir que alguém possa ser curvar sobre os guarda-corpos”, diz.

A medida começou a ser pensada no ano passado, e o contrato foi firmado no final de 2016 (Pregão Eletrônico 62/2016).

Faixas e tapumes
Antes da definição pelos vidros como complemento à proteção existente nas passarelas do fórum, a administração da corte decidiu instalar faixas e tapumes nos parapeitos dos andares. Também foram bloqueadas as rampas que permitem a transição entre os blocos do fórum.

Passarelas foram fechadas após suicídios.
ConJur

Apenas as rampas do térreo e no décimo andar, que é o limite de chegada dos elevadores, continuaram abertas. As medidas foram oficializadas na Portaria 17/2016.

Quando esse ato foi publicado, o texto também citava que seria aberta licitação para solucionar definitivamente a possibilidade de suicídios na corte, mas a medida não foi detalhada à época.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 27 de março de 2017, 17h40

Comentários de leitores

1 comentário

Fórum trabalhista de são paulo

O IDEÓLOGO (Outros)

Os atos de corrupção que envolveram a construção do Fórum produziram ambiente angustiante aos frequentadores.
Dizem que, além da névoa negativa que paira no Fórum, existem meliantes atrás de advogados com dinheiro de acordos, esposas atrás de empregados que não pagaram pensão alimentícia, cobradores de dívida com terno e gravata, que buscam receber de advogados, de reclamantes e de reclamados, filhos de ex-nazistas que aqui aportaram depois da Segunda Guerra Mundial, proprietários de indústrias, perseguidos por filhos de ex-frequentadores de campos de concentração, principalmente Madjanek, e até mesmo venda de bilhetes do metrô por marreteiros.

Comentários encerrados em 04/04/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.