Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Perícia célere

Moro autoriza PF a analisar caixas de acervo presidencial de Lula

O juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, autorizou perícia no acervo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A Polícia Federal pode abrir e analisar o conteúdo de duas caixas identificadas com as palavras “praia” e “sítio”, apreendidas no galpão do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), e tem prazo de 20 dias para apresentar as conclusões.

Defesa de Lula diz que já recorreu da decisão e que Moro não tem competência legal para julgar questões referentes ao acervo da Presidência da República.
Instituto Lula

O pedido partiu do Ministério Público Federal, que aponta irregularidades envolvendo um apartamento triplex em Guarujá, no litoral paulista, e nas reformas no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), local frequentado pela família do ex-presidente.

A defesa de Lula diz que já recorreu da decisão e que Moro não tem competência legal para julgar questões referentes ao acervo da Presidência da República. Para os advogados, a decisão de Moro é ilegal e incompatível com os princípios constitucionais de impessoalidade e da legalidade.

“A composição do acervo presidencial de Lula seguiu as mesmas diretrizes observadas em relação a todos os ex-presidentes da República desde 1991, quando foi editada a citada Lei 8.394. Em 9 de fevereiro, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso prestou depoimento perante o juízo da 13ª Vara de Curitiba esclarecendo que os presentes por ele recebidos de chefes de Estado, nas viagens oficiais, foram incorporados ao seu acervo presidencial privado, a exemplo do que ocorreu com Lula”, afirmam os advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira. Com informações da Agência Brasil.

Clique aquiaqui e aqui para ver imagens do acervo de Lula.

Revista Consultor Jurídico, 3 de março de 2017, 21h02

Comentários de leitores

3 comentários

Não tenho mais dúvidas

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Esse juiz tem uma curiosidade mórbida.

Moro x lula

O IDEÓLOGO (Outros)

O Juiz Moro pretende impedir que LULA seja, novamente Presidente da República.
Teremos uma crise institucional e o povo se levantará.

Perda de tempo com o "homem mais honesto do sistema solar"

hammer eduardo (Consultor)

O nobre Juiz Moro deveria utilizar melhor seu pouco tempo examinando coisas mais importantes para seus variados processos.
Mandar abrir essas caixas que alias foram fartamente documentadas e divulgadas pela Imprensa e pela internet sera apenas uma picuinha inutil pois certamente elas nada conterão de importante haja visto que se destinavam a locais que também não são de sua propriedade , é exatamente o que aquele grupo de dedicados e desinteressados divogadios tem gritado a plenos pulmões.
Deixem o homem em paz pois estas alegações absurdas apenas atrapalham o processo de canonização patrocinado por aquele escritório renomado de São Paulo que trabalha dia e noite mostrando a total pureza deste cidadão exemplar que se dirige rapidamente para uma avaliação final de seu impecável curriculum por parte do Papa Francisco que deverá de forma inédita canoniza-lo ainda em vida !
Fiquei muito chateado inclusive por não ter sido convidado a referendar o grande "manifesto" patrocinado pelo maior patriota do Brasil que compra sambinhas em pé de morro e adora o Leblon e Paris , o inigualável chico buarque de holanda.
Segundo o que foi amplamente divulgado na Imprensa , foram mais de 400 assinaturas de "intelectuais" , incluindo desconhecidos que se propuseram a ajudar na canonização , anote ai , tinha ate "ocupante do Colégio Pedro segundo" no Rio de Janeiro!
Na historia recente do Brasil jamais se viu um homem tão puro cercado de tanta gente bem intencionada , inclusive desinteressados divogadios que trabalham ate de graça em nome de suas crenças ! Como é bom morar neste pujante Brasil !

Comentários encerrados em 11/03/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.