Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Alegação de suspeição

Defesa de Sérgio Cabral pede afastamento do juiz Bretas do caso H.Stern

A defesa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) pediu que o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, seja declarado suspeito e afastado do processo que investiga o envolvimento de Cabral e a compra de joias da H.Stern.

Para advogado de Cabral, Marcelo Bretas antecipou sua convicção em entrevista.
Cauê Diniz

O advogado Rodrigo Roca entrou com o requerimento na sexta-feira (21/7) na própria 7ª Vara Federal Criminal. Ele alega que o juiz não poderia ter feito declarações ao jornal Valor Econômico nas quais “dizia que tinha somente uma dúvida na questão das joias: se era propina ou se era lavagem de ativos”. Na avaliação do advogado, Bretas teria feito um prejulgamento.

“Ele [Bretas] praticamente anunciou a sentença que vai dar. Ele sabe que vai condenar, só não sabe por que crime. Isso torna um juiz suspeito para julgar a causa, uma vez que o processo está no início, e nós apresentamos uma peça de defesa até agora. A primeira foi sexta-feira”, disse Roca.

Se Bretas acolher a suspeição, será indicado um substituto para cuidar do caso. Caso o juiz não aceite o pedido de afastamento, a decisão caberá ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES). Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2017, 19h06

Comentários de leitores

1 comentário

É o que resta

Professor Edson (Professor)

Daqui a pouco um juiz mudo, cego e surdo será o melhor caminho, quando a defesa perde o "time" da própria defesa, resta atacar o juiz do caso.

Comentários encerrados em 01/08/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.