Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação zelotes

11 viram réus em ação que apura fraudes no Carf para beneficiar banco

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, recebeu nesta segunda-feira (24/7) denúncia contra 11 pessoas por crimes praticados no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para assegurar julgamentos favoráveis ao BankBoston. Segundo o Ministério Público Federal, o banco, hoje sob controle do Itaú, deixou de pagar mais de R$ 500 milhões em impostos com o esquema. O caso faz parte da operação zelotes, deflagrada em 2015 para investigar denúncias de corrupção e venda de decisões no Carf.

A lista de réus inclui o então diretor jurídico da empresa, Walcris Rosito, e servidores públicos, além de advogados, conselheiros e lobistas. O grupo responderá por corrupção, gestão fraudulenta, lavagem de dinheiro, apropriação de dinheiro de instituição financeira e organização criminosa. Entre os denunciados não há, porém, representantes do Itaú, que adquiriu a instituição financeira durante o período de tramitação dos recursos no tribunal administrativo.

O MPF detalha o relacionamento firmado e mantido ao longo de nove anos (de 2006 a 2015) pelos envolvidos. Assim como em outros processos da zelotes, foi verificada a participação de dois núcleos: um de São Paulo, comandado pelo auditor da Receita Federal, Eduardo Cerqueira Leite, e outro de Brasília, cujo principal nome era José Ricardo da Silva, que, à época de um dos julgamentos, ocupava o cargo de conselheiro do Carf. Com informações da Assessoria de Imprensa do MPF.

Clique aqui para ler a denúncia.

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2017, 15h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/08/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.