Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Provas não convincentes

Garotinho e Rosinha são absolvidos e continuam elegíveis para cargos políticos

Por 

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho foram absolvidos da acusação de abuso de poder político pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. A decisão, da quarta-feira (12/7), deixa ambos continuem elegíveis para cargos políticos. Na mesma ação foi absolvida a filha do casal, Clarissa Garotinho, deputada federal pelo PRB.

Segundo o advogado da família Garotinho no caso, Maurício Costa, o tribunal decidiu que o Ministério Público não apresentou provas suficientes para condenar os três pelas acusações. A decisão ainda não foi publicada.

MP não apresentou provas de que família Garotinho usou de empresas com contratos com a Prefeitura de Campos dos Goytacazes para financiar suas campanhas, diz TRE-RJ.

A acusação do Ministério Público Eleitoral era de que eles utilizavam a estrutura de uma empresa que tinha contratos com a Prefeitura de Campos de Goytacazes para fazer campanha para Anthony ao governo do Rio e de Clarissa para deputada estadual nas eleições de 2014.

Isso tudo seria feito em conluio com Rosinha Garotinho, que é prefeita da cidade. Segundo o MPE, a empresa teria em seus galpões uma grande quantidade de material de campanha de Anthony e Clarissa.

A denúncia afirmava também que a prefeitura teria interferido para facilitar a compra de uma sede para o Partido Republicano, do qual Rosinha é filiada.

Aije 8038-76/2014

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 13 de julho de 2017, 20h06

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/07/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.