Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pode ficar caro

Fatiamento de ações trabalhistas mudará drasticamente o Judiciário, diz advogado

Por 

Uma das principais mudanças da reforma trabalhista para a advocacia é a possibilidade de a Justiça do Trabalho "fatiar" os honorários de acordo com os direitos concedidos. Isso quer dizer que, se há cinco pedidos numa ação, mas o juiz só concede dois, a defesa só receberá honorários referentes às vitórias, mas terá de pagar honorários de sucumbência sobre os pedidos negados.

É que o explica o advogado Antônio Carlos Aguiar, sócio do Peixoto & Cury Advogados. Segundo ele, a ideia é reduzir a litigiosidade das relações de trabalho. “Isso tem o poder de diminuir consideravelmente o número de ações trabalhistas, mas temos que aguardar, pois a Justiça do Trabalho pode determinar que o conceito de Justiça gratuita não foi afetado com a lei”, disse, em evento organizado pelo escritório nesta sexta-feira (13/7).

A chamada "reforma trabalhista" foi sancionada nesta quinta e reformou mais de 100 artigos da CLT. Entre as principais mudanças, está a previsão de que negociações entre empregados e patrões possa se sobrepor à lei, o que hoje só é permitido pela jurisprudência nos casos de acordo mais benéfico.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 13 de julho de 2017, 19h54

Comentários de leitores

1 comentário

Processos trabalhistas

O IDEÓLOGO (Outros)

Fazem o Brasil ser o primeiro a nível mundial.

Comentários encerrados em 21/07/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.