Consultor Jurídico

Notícias

Advogados grampeados

Moro diz que excesso de trabalho o impediu de ler documentos de processo de Lula

Comentários de leitores

6 comentários

O erro

O IDEÓLOGO (Outros)

O erro termina em prisão. É justo?

O que pode haver de diferente dentro de um chiqueiro ?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Quando se está caminhando sobre centímetros de fezes em um chiqueiro, nada autoriza o entendimento de que, por ali, poderá haver alguma pérola prestes a ser pisoteada.

Você leu a Sentença?

Gustavo Cezario (Serventuário)

ju2 você leu a sentença? Sugiro que leia a partir da pagina 50 quando foram valoradas as provas do processo. Pouco valor foi dado às delações premiadas, a sentença está pautada substancialmente em provas materiais. Inclusive documentos apreendidos no apartamento de Lula e que nem ele soube explicar o conteúdo ou a origem. Não fique propagando bobagens sem ler a sentença, pois quem está passando vergonha é você.

Ler pra quê?

ju2 (Funcionário público)

O juizeco justiceiro da região agrária do sul do país já tem convicção. Não precisa ler e nem precisa de provas. Deu uma sentença que é um lixo, que será reciclada na 2ª instância, absolvendo Lula por falta de... provas. Lembra do Vaccari? Então, o delator é o mesmo, sem credibilidade. A sentença do Moro virou chacota no meio jurídico. Uma vergonha!

Não sei se entendi

PH Custodio (Estudante de Direito)

Deixa eu ver se entendi... A revista critica Moro por não fazer o que a revista apontou como uma ação equivocada desde o início; é isto? Se for isto, eu não entendo... Era ou não era pra afastar o sigilo do escritório?
Parece-me muito confuso...

O sigilo telefônico e o juiz Sérgio Moro

Rejane Guimarães Amarante (Advogado Autônomo - Criminal)

Conforme descrito na reportagem, o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, inobstante cuidar só dos processos da Lava Jato, tenta justificar uma alegada falta de atenção ao ofício da operadora de telefonia de que a linha telefônica grampeada era do escritório de Advocacia e não do Instituto Lula. Sim, errar é humano. E fica por isso ? Se a tese for aceita, o próprio réu que o juiz condenou pode defender-se da mesma forma e ficar imune a qualquer sanção. Nos parágrafos 125 e 126 da sentença, o mesmo juiz alega outros erros, no caso de publicizar diálogos telefônicos entre Lula e Dilma e entre Lula e seus familiares. Errar é humano, e fica por isso ? Novamente, Lula pode usar essa recente "jurisprudência". Nas palavras do próprio magistrado (fls.22) "...126. Ainda que, em respeito à decisão do Supremo Tribunal Federal, este julgador possa eventualmente ter errado no levantamento do sigilo, pelo menos considerando a questão da competência, a revisão de decisões judiciais pelas instâncias superiores faz parte do sistema judicial de erros e acertos...." Sem sombra de dúvida. No entanto, o que se questiona é o nível dos erros a serem corrigidos pelas instâncias superiores. O Direito é uma construção doutrinária complexa e enseja justificadas divergências hermenêuticas, mas certas normas e princípios são básicos para o mais novato estudante de Direito, que não erraria.

Comentar

Comentários encerrados em 20/07/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.