Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Opção mais barata

Cuiabá recebe espaço de coworking exclusivamente jurídico

Acaba de ser lançado em Cuiabá um espaço de coworking exclusivamente jurídico, o Animus Coworking, para advogados que buscam custos menores que os de um escritório.

“Em tempos de crise econômica, a opção por escritórios compartilhados é ideal para advogados que desejam focar o trabalho sem se preocupar com a administração e com o alto custo fixo de um escritório de advocacia”, afirma a advogada e jornalista Débora Pinho, proprietária do coworking jurídico, situado no bairro Jardim Cuiabá.

Advogados podem fazer contratos por horas, períodos parciais e período integral. Pagam apenas mensalidade e não precisam se preocupar com mobiliário e custos fixos como energia, água, condomínio, recepcionista, telefone, internet, IPTU, limpeza e manutenção, pois tudo está incluso na mensalidade.

Há a possibilidade de o advogado receber seus clientes em uma sala de reuniões. Segundo Débora, além dos custos reduzidos, o Animus Coworking tem ainda planos diferenciados para oferecer serviços até mesmo de estagiários de Direito.

A mensalidade para o período integral sai por R$ 980. Quem pretende trabalhar meio período paga R$ 610 por mês. Também há a opção de o advogado usar o espaço durante meio período duas ou três vezes por semana e, assim, as parcelas são menores — R$ 470 por meio período, três vezes por semana; e R$ 380 por meio período, duas vezes por semana. Existem ainda outros tipos de planos — como meio período avulso (R$ 106 por mês) e por hora (R$ 60).

Também há a opção do escritório virtual. Nele, o advogado ou escritório pode contratar pacote de endereço comercial, atendimento telefônico, digitalização e envio de correspondências por e-mail, além da central de recados. Esse serviço custa R$ 140 por mês.

“Diferentemente dos coworkings tradicionais que existem na maior parte do país, o Animus é voltado para o público exclusivamente jurídico. Há estações privativas de trabalho em salas separadas, e não em espaços abertos como nos coworkings tradicionais. A ideia é que os advogados possam trabalhar de forma mais privativa e, ao mesmo tempo, conhecer colegas de trabalho de outras áreas do Direito aumentando a rede de contatos (networking)”, diz Débora Pinho.

Para outras informações sobre planos de mensalidades, ligue para (65) 99968-2960 (com WhatsApp) ou (65) 3025-1018. Para acessar a página do Animus no Facebook, clique aqui.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de janeiro de 2017, 14h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/01/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.