Consultor Jurídico

Notícias

Sistema falido

Em novo massacre, pelo menos 31 presos são mortos em penitenciária de Roraima

Comentários de leitores

8 comentários

Como terroristas...

Observador.. (Economista)

Bandidos ditam agenda estatal.
Só mostram a força que tem.
Lamentável um estado com dificuldades para enfrentar bandidos violentos, se sentindo (e deixando toda sociedade) acuado diante do mar de sangue que visa intimidar o poder estatal e toda a nação.
O mais chocante é que fazem tudo DE DENTRO da cadeia, mostrando como nosso sistema é uma peneira e não aprendeu a lidar com bandidos violentos e organizados.
Bandido tem regras e as impõem pela violência.
Já o estado e suas forças se sentem confusos e sem saber como agir/reagir diante de tanto sangue.
Lamentável.

Com estilingue não

roberto rocha (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Será que o Ministro quer enfrentar a "guerra" usando estilingue ou vai mandar os tanques para as ruas e cercar os presídios?
Acho que ele subestimando os bandidos....vai levar bola nas costas...o negócio é Guerra mesmo...armamento pesado para enfrentar os caras que não estão brincando....já firam 96...e podem ser mais...tem que agir rápido...muito rápido...se não tem competência...chame os Generais...Almirantes e Coronéis das Forças Armadas....eles conhecem do assunto e bem...muito bem....

Acabou.....

paulo alberto (Administrador)

Eu assisti as imagens que mostra a coragem dos assassinos de ambos os lados, que não estão nem aih, nos termos das consequência da lei, se identificam sem o maior temor.
Como vai ressocializar pessoas que cortam as cabeças dos outros ainda vivos.
Logo isto ocorrera não dentro dos presidios, mais nas ruas das cidades como no rio de janeiro...

Tropa nas ruas e nós presídios

roberto rocha (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Isso mesmo....tropas nas ruas e nos presídios...nada vai dar certo....

Plano Pífio

roberto rocha (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Plano Pífio para uma guerra...os presos não estão brincando...é guerra pra valer...

E segue a onda de barbarie

hammer eduardo (Consultor)

Pedrinhas no Maranhão pelo visto fez escola pois a "onda do momento" agora são essas rebeliões em que impera a barbárie por única e exclusiva AUSENCIA do estado que vira sempre a cara para o outro lado para tentar não enxergar que o sistema penal brasileiro esta totalmente falido.
A TV tem mostrado fartamente a preocupante contaminação das grandes organizações criminosas do Sul ( nada a ver por enquanto com Congresso e Senado) que agora espalham seus tentáculos pelo norte do Pais.
Curioso é que ontem mesmo assisti a jornalista (?) Leilane Neubarth da Globo News descascando ao vivo e a cores o Temmer por sua escorregada verbal quando classificou aquilo como "acidente" , vamos ver como vai ser a carinha daquela moçoila no jornal da 18 hs de hoje com sua fisionomia tensa e seus enormes sapatos 42. So falta agora acusar o Presidente de ter enviado um carregamento novo de facões da Tramontina para esta nova barbárie.
Chegamos a um ponto sem volta , o sistema esta todo podre e não adianta ficar botando band aid em lepra como tem sido feito . O deboche cruel e que a historia não perdoa é o FATO de que a nova limpa nos presidio ocorre exatamente um dia depois das "medidas urgentes" anunciadas pelo governo que seriam basicamente mais do mesmo.
Num momento de emergência nacional como este , o mínimo para começar a botar ordem no galinheiro seria entregar em caráter de urgência a administração desses canis humanos para o Exercito Brasileiro que ajeitaria tudo bem rapidinho ate que algo de realmente pratico e consistente fosse implementado em vez desse nauseante "me engana que Eu gosto" como estamos vendo de maneira nauseante. E segue o baile...

É guerra pra valer

roberto rocha (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Acredito que Ministro da Justiça não entendeu...o negócio é guerra declarada...o PLANO é pífio diante dos fatos...uma vergonha...tem que colocar a tropa nas ruas e nós presídios..parece que não entendeu....É GUERRA PRA VALER...com as atitudes molengas não vai dar em nada...o leite
Jogo é pesado...abraços o olho...

Triste realidade.

Professor Edson (Professor)

Para os parciais o problema é do punitivismo estatal, na minha humilde opinião o problema é a super lotação e uma política de separação de presos de acordo a periculosidade, nas ruas o problema foi a proliferação das facções criminosas, com o estado assistindo tudo de camarote, soma isso com a péssima qualidade na educação das nossas crianças , temos a receita perfeita para o desastre.

Comentar

Comentários encerrados em 14/01/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.