Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Bomba-relógio

Ceará troca secretário de Justiça dois dias após rebeliões no estado

O advogado Hélio Leitão não é mais o secretário de Justiça do Ceará. Ele foi substituído nesta sexta-feira (6/1) pela procuradora de Justiça Socorro França. Antes de assumir o posto, a nova secretária chefiou a Controladoria-Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD).

Hélio Leitão foi substituído pela procuradora Socorro França.
Assembleia Legislativa do Ceará

Leitão deixa o cargo dois dias depois que rebeliões ocorreram nas Casas de Privação Provisória da Liberdade (CPPLs). Os presos que lá estão foram transferidos em sua gestão por causa de conflitos entre as facções Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo, e a Família do Norte (FDN).

Em um dos conflitos entre as duas organizações criminosas, em Manaus, 56 presos foram mortos durante uma rebelião no Compaj. A transferência para as CPPLs, instaladas nos municípios de Itaitinga e Caucaia, envolveu mais de 900 presos.

A ideia era isolar as facções em presídios distintos para evitar confrontos. Ainda assim, nesta quarta-feira (4/1), uma rebelião começou no complexo penitenciário, mas foi contida pela tropa de choque cearense.

Socorro França assume a pasta dias depois de uma rebelião nas CPPLs.
Governo do Ceará

Perfil da titular
Socorro França é formada em Direito pela Universidade Federal do Ceará, em Administração Pública pela Universidade Estadual do Ceará e em Economia pela Universidade Federal do Maranhão. Também tem mestrado em Direito Público pela Universidade Federal do Ceará.

A nova secretária foi procuradora-geral da Justiça do Ceará por cinco mandatos, ouvidora-geral do estado, coordenadora-geral do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), assessora de Políticas Públicas sobre Drogas e membro do Conselho de Direitos Humanos estadual, assim como dos conselhos Superior do Ministério Público e Nacional de Defesa do Consumidor. Com informações da Assessoria de Imprensa do governo do Ceará.

Revista Consultor Jurídico, 6 de janeiro de 2017, 19h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/01/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.