Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Biênio 2017-2018

Ministro José Coêlho Ferreira é o novo presidente do STM

O ministro José Coêlho Ferreira foi eleito presidente do Superior Tribunal Militar para o biênio 2017/2018. O magistrado é civil e ocupa uma das três cadeiras destinadas a advogados. Ferreira é o decano da corte e foi ouvidor da Justiça Militar da União. Seu vice será o general-de-Exército Lúcio Mário de Barros Góes.

O STM é composto por 15 ministros, sendo 10 militares e 5 civis, assim distribuídos: três almirantes da Marinha, quatro generais do Exército, três brigadeiros da Aeronáutica, todos do último posto da carreira militar, três advogados, um integrante do Ministério Público Militar e um juiz-auditor.  

Ministro José Coêlho Ferreira (à esq.) é o novo presidente do STM
TJM-SP

Biografias
Nascido em Novo Oriente (CE), o ministro José Coêlho Ferreira formou-se em Direito em 1973, pela Universidade de Brasília (UnB).

Já atuou como agente de polícia no DF, assistente jurídico do extinto Departamento Administrativo do Serviço Público e advogado do Banco Central, onde foi procurador-geral do órgão (fevereiro de 1995 e setembro de 2001). Nomeado ministro do STM, tomou posse em 11 de setembro de 2001. Foi vice-presidente da corte no biênio 2007/2009 e Diretor do Centro de Estudos Judiciários da Justiça Militar da União por dois anos.

Lúcio Mário de Barros Góes é o novo vice-presidente do STM.
YouTube

Já o vice-presidente eleito, Lúcio Mário de Barros Góes, é natural de Recife (PE). Estudou na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), em Campinas (SP), e formou-se oficial de infantaria na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).

Promovido a general do Exército em 2010, comandou o Batalhão da Guarda Presidencial e a 16ª Brigada de Infantaria de Selva, em Tefé (AM). Foi também adido junto à Embaixada do Brasil na França e chefe do Departamento-Geral do Pessoal, em Brasília (DF). Foi nomeado ministro do Superior Tribunal Militar em 2012. Com informações da Assessoria de Imprensa do STM.

Revista Consultor Jurídico, 19 de fevereiro de 2017, 12h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/02/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.