Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Energia para todos

Antes proibido, uso de tomadas nos fóruns de São Paulo é liberado para celulares

Por 

O Tribunal de Justiça de São Paulo flexibilizou, nesta terça-feira (14/2), norma da própria corte que proibia o público de usar tomadas nas áreas comuns dos prédios forenses. O presidente do TJ-SP, Paulo Dimas Mascaretti, liberou essas instalações elétricas para quem quiser carregar baterias de equipamentos eletrônicos, reconhecendo a “notória utilização” de smartphones, tablets e laptops para acesso e movimentação de processos digitais.

Uso de tomadas era proibido desde 2014.
Reprodução

Desde 2014, por ordem do então presidente José Renato Nalini, era expressamente proibido o uso das tomadas nas áreas comuns “para qualquer finalidade não relacionada ao desenvolvimento das atividades do serviço de zeladoria das respectivas administrações”.

A nova medida, publicada nesta terça no Diário da Justiça Eletrônico, deve ser seguida por desembargadores coordenadores de prédios do Judiciário paulista e juízes que dirigem fóruns da capital e do interior.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 14 de fevereiro de 2017, 14h54

Comentários de leitores

2 comentários

descobriram a pólvora !

E.Rui Franco (Consultor)

Ter que ficar horas e horas ao bel prazer de suas excelências, ou do pessoal do cafezinho, e ter que ir no boteco ao lado para pedir a gentileza de carregar o smart ou o note ou o lap. Pois não poderia usufruir das tomadas do Palácio.
Afinal quem paga a conta de luz ?
Quem sustenta tudo aquilo ?
Ah o povo ! Dan !

Até que enfim, uma mentalidade mais arejada!

Leopoldo Luz (Advogado Autônomo - Civil)

A Administração está para servir, o que compreende prover um ambiente adequado ao jurisdicionado.
O próximo passo, se a razoabilidade persistir, será prover wifi grátis para os advogados em todos os prédios do judiciário. Se antes, um balcão atendia às necessidades de vistas aos autos, atualmente, são necessários acessos eletrônicos.

Comentários encerrados em 22/02/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.