Consultor Jurídico

Notícias

Palavra desacreditada

Investigadores indicam a delatores o que querem ouvir, diz Gilmar Mendes

Comentários de leitores

16 comentários

Pergunto...

Palpiteiro da web (Investigador)

Onde está o Supremo que não julga os petistas denunciados? Será que tem mensalão até do outro lado da Praça dos Três Poderes?

Deltan & Hélio Telho

ju2 (Funcionário público)

De acordo com o Deltan e o Hélio Telho, o Lula é chefe do FHC, do Aécio, do Serra, do Alckmin, do Pezão, do Cunha etc etc etc.

Tadinho do Emílio Odebrecht: está há mais de 30 anos sendo extorquido por políticos maus...

\"expert" em colaborações premiadas

olhovivo (Outros)

Parece que o Helio Telio não é expert nem em colaboração premiada, nem em comezinhas regras do processo penal. Isso é demonstrado quando afirma que "Como disse Deltan Dallagnol, até agora, ninguém apresentou provas de que algum colaborador da lavajato tenha mentido."
Não é ônus do delatado produzir prova negativa/diabólica (de que não se corrompeu), mas sim ônus do delator e do MPF apresentar prova da veracidade do teor da delação.
É assim que funciona num país minimamente civilizado.

JoséRS...

Sã Chopança (Administrador)

O talento do Ministro Gilmar para advocacia é inegável. Mas a comparação com Jobim não é justa. Penso que Nelson Hungria representaria um parâmetro mais adequado.

Helio Telho (Procurador da República de 1ª. Instância)

Weslei F (Estudante de Direito)

“Como disse Deltan Dallagnol, até agora, ninguém apresentou provas de que algum colaborador da lava jato tenha mentido.”

Não seria o inverso? O ônus da prova pertence a quem?

No caso correlato colocado pelo Mauro Segundo (Professor), não foi mentira, foi “apenas engano”, que aliás mudou da água para o vinho, era ilícito e virou lícito. Este respectivo exemplo já explica bem o motivo do ônus da prova e quem deve provar.

Advogado de defesa

JoseRS (Outros)

Gilmar Mendes daria um bom advogado de defesa, já demonstrou que tem talento nato para a advocacia. O que Sua Excelência está esperando para seguir o caminho do Nelson Jobim?
Não dá para ser técnico do time dos delatados e ser juiz ao mesmo tempo.

Caro Dr. Helio Telho

Mauro Segundo (Professor)

O empreiteiro Otávio Azevedo, da Andrade Gutierrez, declarou ao TSE ter pago 1 milhão ao PT como propina de uma obra.
Na sua defesa a campanha da então candidata Dila Roussef apresentou o cheque da doação da empresa, nominal ao Sr. Michel Temer.
O empreiteiro/delator então pediu desculpas, disse que fez confusão, o dinheiro foi realmente doado ao Sr. Michel Temer, e não era propina, era dinheiro limpo.

1) O Sr. considera isso uma prova de mentira de um Delator?
2) Se a defesa não provasse que ele estava mentido, apresentando o cheque (se ele afirmasse ter pago a então "propina" em dinheiro, como afirmam vários delatores da lava jato), a palavra dele seria verdadeira?
3) Se sim, não seria uma esdrúxula inversão do ônus da prova no direito penal?
4) Se não, poderíamos transportar tal entendimento para os delatores da lava jato que afirmam ter pago propinas em dinheiro, sem que apresentem mais provas além do próprio testemunho, e ignorá-las?
5) não causa causa espécie que não tenha havido punição ou mesmo indignação em relação a esta "confusão" desse delator?

Se a imprensa brasileira fosse boa, não estaríamos nessa

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Pois é. A mídia atribui à fala de delatores o status de verdade absoluta. Lamentável.

Politicagem

Henrique Passsos (Funcionário público)

No jogo político do judiciário na instância máxima do judiciário, está Gilmar Mendes com seu lobby contra a lava-jato. Nem digo que é errado, afinal ele poderia nem dizer, bastava decidir com suas convicções. Mas quer falar, e isso tem propósitos.

Sempre contraditório

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Depois que seus apadrinhados caíram na rede, tenta mitigar os fatos.

É estranho!

Vander (Outros)

Expert

Helio Telho (Procurador da República de 1ª. Instância)

Como disse Deltan Dallagnol, até agora, ninguém apresentou provas de que algum colaborador da lavajato tenha mentido.
Constatou-se casos de omissões, algumas delações não puderam ser confirmadas, mas não se comprovou nenhuma mentira.

A propósito, qual a experiência de Gilmar Mendes com colaborações premiadas? Dessa matéria, parece que ele entende tanto quanto de futebol.

Bandidos Indignados!

Sã Chopança (Administrador)

Sugestão para quadro humorístico: políticos menores cercam o chefão do Partido e reclamam: "seu safado, você repartiu a propina que era de 100 mil, agora ficamos sabendo que a bufunfa era de 100 milhões... Onde você escondeu a nossa parte?"
Parafraseando Lula, não sei se rio ou se choro.

Arrependimento.

Sã Chopança (Administrador)

Deve ter muito político "arrependido", dizendo: "isso não é justo! Eu roubei só 100.000, outros roubaram 10 milhões... Eu deveria ter roubado mais!" Pobre Brasil!

Por que não te calas?!

Carlos_jus (Outro)

Gilmar, por favor, seja um mero juiz.
Menos!

O Estrago Já Está Feito.

Sã Chopança (Administrador)

Apesar de as palavras do Ministro Gilmar serem prudentes, não há como negar que os depoimentos tornam ilegítima toda a atual política brasileira. Eu me pergunto com que legitimidade pessoas citadas levarão adiante reformas como a Previdenciária e a Trabalhista, que reduzem drasticamente direitos dos cidadãos. O sentimento geral do eleitorado é o de que todos fomos roubados.

Comentar

Comentários encerrados em 24/04/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.