Consultor Jurídico

Notícias

Resposta ao Supremo

Presidente da Câmara anuncia comissão para discutir aborto

Comentários de leitores

5 comentários

Eis que os bons cristãos se agitam!

João Corrêa (Estagiário - Previdenciária)

Agora, aqueles cristãos, que defendem a família e a vida, unir-se-ão.
Vão tentar dificultar o acesso ao aborto, e, no embalo, quem sabe não criminalizem, por exemplo, ser mãe solteira e o sexo fora do casamento. Afinal, precisamos moralizar o país, minha gente.

Interessante

Observador.. (Economista)

Há os direitos dos ovos de tartaruga.Passíveis de punição, quem destruir os ninhos.
Há a criminalização da vaquejada, por tratar-se, segundo alguns, de sofrimento animal.
Já abortar seres humanos, claro que em ambiente asséptico e longe dos olhos de todos, já não encontra a mesma empatia.
A raça humana não cansa de surpreender.
Um tema tão delicado, decidido à revelia do povo.
Pensei, sinceramente, que só os representantes do povo poderiam legislar.
Que cada um cumpra o seu dever.E que, por mais sábios que se achem, que cada um vá até o limite das suas sandálias.

decisão correta

RUHAN advogado tributárista (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

o conhecimento da vida que fez reconhecer a possibilidade do aborto. Assim já é nos países de 1 mundo, não acredito que nossa ciência esteja tao avançada assim dos países que aprovaram... Eu mesmo junto a minha companheira não faria isso, mas minha régua não pode ser obrigatório a todos.

Vergonha e incapacidade

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Não é crível que uma civilização que já tenha conhecimento desde os primórdios acerca do direito à vida, ainda tenha tamanha incapacidade e falta de discernimento para tratar de tão relevante tema. È simplesmente vergonhoso ainda se falar acerca de tão sinistra ação de se retirar vidas inocentes e indefesas. Pau neles congresso. Não ao aborto covarde e irresponsável.

Correta a decisão da Câmara!

Weslei F (Estudante de Direito)

O STF está legislando, o direito de ser Hermes é para interpretar, entretanto a legislação penal não deixou norma aberta, muito menos neste caso.

De qualquer forma, sou sempre favorável a aplicação de mecanismo de democracia direta (art. 14, I, II da CF) ou não positivados pela CF de 88 como recall e veto popular.

Qualquer um sabe que citar direitos fundamentais em casos de aborto terá como princípio em colisão do direito à vida. Quando ela começa? Eu (Hermes) sem valor de interpretação para vincular, salvo mecanismo de democracia direita ou na indireta por pressão, adoto a teoria concepcionista, outro Hermes pode adotar a natalista até o 3° mês. Todavia, quem deve decidir é o legislador, preferencialmente o povo, de forma aritmética na democracia direita.

Comentar

Comentários encerrados em 8/12/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.