Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Melhor prevenir

Por cautela, Moro envia ao Supremo lista da Odebrecht com nome de autoridades

O juiz federal Sergio Fernando Moro decidiu enviar ao Supremo Tribunal Federal dois processos ligados à operação “lava jato”, incluindo uma lista que aponta pagamentos da Odebrecht a cerca de 200 políticos de vários partidos. O documento foi apreendido pela Polícia Federal na casa de um executivo da empreiteira e cita repasses para campanhas eleitorais em 2012 e 2014 — “talvez ilícitos”, segundo o juiz.

Moro afirma que nenhum dos investigados diretamente nos autos tem prerrogativa de foro por função. “O ideal seria antes aprofundar as apurações para remeter os processos apenas diante de indícios mais concretos de que esses pagamentos seriam também ilícitos. A cautela recomenda, porém, que a questão seja submetida desde logo ao Egrégio Supremo Tribunal Federal”, declarou em despacho desta segunda-feira (28/3).

A medida foi tomada depois de o juiz ter sido criticado por divulgar gravação de telefonema entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Um dos processos enviados ao STF envolve o marqueteiro João Santana; a mulher dele, Mônica Moura; o engenheiro e lobista Zwi Skornicki; e os ex-gerentes da Petrobras Pedro Barusco e Eduardo Musa. Caberá ao STF decidir se desmembra o caso e envia de volta à primeira instância investigações sobre pessoas sem foro especial, como tem sido praxe na corte.

A lista da Odebrecht chegou a ser divulgada depois da apreensão, até uma ordem de Moro decretar o sigilo. O material inclui os nomes dos senadores Aécio Neves e José Serra (PSDB); do ex-presidente José Sarney, do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB); além de Paulinho da Força (SDD) e deputados da base governista, como Paulo Teixeira (PT) e Paulo Magalhães (PSD).

Clique aqui para ler o despacho.

Revista Consultor Jurídico, 28 de março de 2016, 15h12

Comentários de leitores

8 comentários

Vai "vazar" assim mesmo

Eududu (Advogado Autônomo)

Não entendo isso de culpar o Juiz Moro pelos "vazamentos" da operação Lava Jato. Foi o próprio STF que "vazou" a delação do senador Delcídio. Deverá fazer o mesmo com a tal lista, podem aguardar.

Segredo

JB (Outros)

Não estou entendendo o Moro, depois dele grampear as conversas da Presidenta e mandar para a mídia principalmente para a rede globo agora quer manter sigilo de duzentos nomes políticos e ainda mandou para o STF, nesse angu tem caroço, por isso é muito difícil de acreditar com quem está a razão e verdade nesse país.

É muita coincidência... Ou não?

Fernando Lira (Outros - Internet e Tecnologia)

Sendo Youssef conhecido desde o (que deveria ser) demolidor escândalo do Banestado, como referências em listas de 10, 15 anos, esse listão da Odebrecht é brincadeira de criança.

Mas o que vale a atenção é que já detinham a posse dela desde de 22 de fevereiro...

Coincidências...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/04/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.