Consultor Jurídico

Notícias

Ferramenta dos estudantes

Blog que permite estágio à distância passa a ter audiências gravadas

Criado para que estudantes de Direito de todo o Brasil possam acompanhar audiências e completar suas horas de estágio, o Blog Federal retomará suas atividades nesta quinta-feira (10/3). Idealizada pelo juiz Ali Mazloum, a página transmite os julgamentos da 7ª Vara Federal Criminal e já permitiu que cerca de quatro mil alunos recebessem certificados digitais para validar o Estágio Virtual Supervisionado. O site já teve quase 2 milhões de acessos.

A novidade para 2016 do Blog Federal é que o estudante que não puder assistir à audiência ao vivo poderá ver a versão gravada, no horário que quiser em um prazo de cinco dias após o evento.  A vantagem de se assistir ao vivo está na possibilidade de fazer perguntas e o obter respostas ao final do ato, em uma conversa com o juiz Mazloum.

A audiência desta quinta-feira irá tratar de um caso no qual o réu é acusado de roubo aos Correios. Ele nega e testemunhas afirmam que os policiais responsáveis pelo flagrante teriam visualizado gravações da cena do crime, a partir de câmeras instaladas nas proximidades, constatando ser outro o assaltante e nada fizeram para corrigir o erro, permitindo a destruição das gravações. 

Clique aqui para visitar o blog.

Revista Consultor Jurídico, 8 de março de 2016, 15h26

Comentários de leitores

2 comentários

Crase

Luis Américo (Advogado Autônomo - Consumidor)

O distinto Gilberto está correto. Porém o uso da crase na expressão adverbial é facultativo, podendo ser a distância ou à distância. Recomenda-se, aliás, nos casos de maior ambiguidade, a utilização da crase.
Exemplos:
Minha filha estuda à distância.
Minha filha estuda a distância.
Em vez de ajudar, ele fica apenas observando à distância.
Em vez de ajudar, ele fica apenas observando a distância.

Uso equivocado da crase!

Gilbert R L Florêncio (Assessor Técnico)

No título da matéria, empregou-se crase antes da palavra distância. Ocorre que tal vocábulo somente enseja o uso da crase se houver determinação da distância. Exemplo: Ele está à distância de 10 metros (distância determinada). Sem determinação, não há crase (ele se mantém a distância).
Estou certo de que foi apenas um lapso. Fica a sugestão para que se retire a crase.

Comentários encerrados em 16/03/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.