Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

"Byby", governador

Secretário de Justiça pede demissão a Alckmin para escrever livros

O secretário de Justiça de São Paulo, Aloisio de Toledo César, declarou neste domingo (29/5), em sua página no Facebook, que pretende deixar o cargo. Desembargador aposentado, ele afirmou já ter entregado carta de demissão ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), que o recebeu “bastante afetuoso”, e disse que planeja ter mais tempo para concluir dois livros na área do Direito.

Aloisio de Toledo César comunicou saída pelo Facebook; procurador de Justiça Márcio Elias Rosa é cotado para vaga.
Reprodução

Segundo ele, serão finalizadas ainda neste semestre as obras Os limites da improbidade administrativa e Prefeitos: crimes e ilícitos administrativos mais comuns. Toledo César afirmou ainda torcer para que Alckmin seja eleito presidente nas eleições de 2018.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o principal nome cotado para assumir a pasta é o do procurador de Justiça Márcio Elias Rosa, que em abril deixou o comando do Ministério Público de São Paulo.

Toledo César estava no cargo desde janeiro de 2015. Começou a carreira como advogado, em meados da década de 1960, foi jornalista e ingressou na magistratura em 1988, tornando-se inclusive desembargador do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo. Voltou à advocacia em 2009, depois de sua aposentadoria na corte, e atuou como coordenador do TJ-SP na região de Presidente Prudente até o final de 2014.

Revista Consultor Jurídico, 29 de maio de 2016, 17h31

Comentários de leitores

2 comentários

Discordância

O IDEÓLOGO (Outros)

O secretário de Justiça de São Paulo, Aloisio de Toledo César, foi brilhante Desembargador do TJSP. Pretende escrever dois livros, que terão receptividade no mercado, ainda que, não integrem a sua área de conhecimento.

Alckmin Presidente

Welbi Maia (Publicitário)

Geraldo Alckmin, sem dúvida, é um dos políticos mais experientes e de maior destaque do país. Dirige o principal Estado da nação pela quarta vez. Foi reeleito no primeiro turno com uma votação muito expressiva. Perdeu em apenas um município dos 645. Foi também vereador, prefeito, Deputado Estadual e Federal. Sua trajetória o credencia a disputar qualquer cargo. Se Alckmin for candidato em 2018 terá meu apoio e meu voto.

Comentários encerrados em 06/06/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.