Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Excesso de processos

Magistrados cearenses lançam campanha por valorização da Justiça local

A Associação Cearense de Magistrados (ACM) lançará campanha na próxima segunda-feira (30/5) pela valorização do trabalho dos juízes. A ideia da entidade é mostrar como deficiências estruturais do Poder Judiciário cearense prejudicam a qualidade dos serviços.

Segundo a ACM, tramitam hoje 1,5 milhão processos na Justiça do Ceará, na esfera estadual, e 458 magistrados são responsáveis por tomar conta deles, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça. Cada juiz cearense julga, em média, 1.245 ações por ano, o que significa 5,1 processos julgados por dia útil. É quase o dobro do que fazem os juízes pelo mundo, cuja média é 736 processos julgados por juiz ao ano, conforme pesquisa do CNJ de 2011, feita em 42 países.

Além disso, a despesa total do Judiciário por habitante é de R$ 120,26 no Ceará, enquanto a média da Justiça estadual de todo o Brasil é R$ 185,44, chegando a R$ 693,74 no Distrito Federal. Outro dado que será destacado pela ACM é a estatística de que a Justiça do Ceará apresenta o menor índice de funcionários por 100 mil habitantes do país: 60 servidores, quando a média nacional é 134.

“Nossa campanha será esse diálogo com a sociedade, buscando conscientizar sobre as reais causas por trás de um processo que não anda e mostrar o trabalho produtivo do juiz, que muitas vezes passa despercebido, fica restrito ao gabinete”, afirma o presidente da entidade, juiz Antônio Araújo. Com informações da Assessoria de Imprensa da ACM.

Serviço:
Lançamento da campanha da ACM
Data:
30 de maio
Horário: 9h
Local: Salão de convenções do hotel Luzeiros (térreo), na Av. Beira Mar, 2600, Meireles. Fortaleza (CE)

Revista Consultor Jurídico, 29 de maio de 2016, 8h38

Comentários de leitores

2 comentários

TJCE

O IDEÓLOGO (Outros)

O TJCE possui brilhantes Desembargadores, ainda que, em todo o Nordeste, foi o órgão que teve o maior número de servidores, Juízes e, igualmente, Desembargadores, afastados por ilicitudes.

Código de Ética da Magistratura

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Art. 13.O magistrado deve evitar comportamentos que impliquem a busca injustificada e desmesurada por reconhecimento social, mormente a autopromoção em publicação de qualquer natureza.

Comentários encerrados em 06/06/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.