Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Repasse fictício

Governador de Minas Gerais é denunciado por incentivo fiscal a montadora

A Procuradoria-Geral da República denunciou nesta sexta-feira (6/5) o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), por ter favorecido uma montadora de veículos quando era ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (de 2011 a 2014). O processo tramita em sigilo no Superior Tribunal de Justiça.

Fernando Pimentel foi denunciado sob suspeita de ter recebido propina de empresa quando era ministro.
Reprodução

Segundo a acusação, a empresa Caoa (que representa a Hyundai no Brasil) pagou R$ 2,1 milhões para garantir sua participação no Programa Inovar Auto, que concedia incentivos fiscais a indústrias do setor automotivo.

A Polícia Federal diz que o valor foi repassado a duas empresas de Benedito Oliveira Neto, conhecido como Bené, como pagamento de serviços fictícios de consultoria. O empresário, que atuou na campanha de Pimentel ao governo em 2014, está preso desde abril, alvo da operação acrônimo.

O advogado Eugênio Pacelli, que representa Pimentel, disse à Agência Brasil que não iria se manifestar porque ainda não leu o teor da denúncia. Segundo o Jornal Nacional, ele já questionou a denúncia no STJ. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 6 de maio de 2016, 21h08

Comentários de leitores

1 comentário

Governador petista de MG

João Corrêa (Estagiário - Previdenciária)

A chamada foi omissa. Com certeza por puro engano.

Comentários encerrados em 14/05/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.