Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Argumentação e legislação

Trabalho reúne teses jurídicas para defesa de rádios comunitárias em processos

A organização não governamental Artigo 19 lançou nesta quarta-feira (20/1) um compilado de sete teses jurídicas que podem ser usadas para a defesa de rádios comunitárias brasileiras em processos judiciais. 

Nomeado de “Defesa da liberdade de expressão das rádios comunitárias no Brasil: teses jurídicas aplicáveis”, o trabalho apresenta informações como a argumentação e a legislação que servem de base para a tese, o momento processual em que ela deve ser usada e a jurisprudência já existente.

Segundo levantamento da Artigo 19 junto a 657 acórdãos julgados entre 2009 e 2012 pelos tribunais regionais federais das cinco regiões do país, mais da metade (54%) das ações propostas contra rádios comunitárias são de natureza penal. Para a entidade, o Direito Administrativo e Civil é muito mais adequado para a aplicação de sanções.

“As rádios comunitárias são importantes instrumentos para que o pluralismo e a diversidade na mídia se concretize. Contudo, o cenário que temos é de perseguição e imposição de grandes entraves para que tais rádios possam existir. Uma das principais formas de impedir que funcionem é a criminalização das pessoas que fazem essas rádios funcionar”, afirma Camila Marques, advogada da Artigo 19 e uma das responsáveis pelo material.

Clique aqui para ler o compilado. 

Revista Consultor Jurídico, 22 de janeiro de 2016, 9h59

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/01/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.