Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Bons ventos

Veirano Advogados começa 2016 com cinco novos sócios em SP, Rio e Brasília

O Veirano Advogados anunciou cinco novos sócios para reforçar seu time em 2016: Flávio Paranhos, Julio Dubeux, Leonardo Duarte, Paula Surerus e Priscila Sansone.

Flávio Paranhos integra a área de tributário e aduaneiro do escritório do Rio de Janeiro e possui mais de 17 anos de atuação no contencioso e no consultivo fiscal, inclusive em matérias relacionadas à legislação aduaneira da indústria de petróleo e gás.

Membro da área de private equity e mercado de capitais da firma na capital fluminense, Julio Dubeux possui mais de 13 anos de experiência em Direito Societário e em operações na bolsa de valores, tendo atuado como procurador federal na Comissão de Valores Mobiliários.

Leonardo Duarte atua na área de antitruste e concorrencial na filial de Brasília. É especialista também em Direito Regulatório, e tem expertise em consultoria jurídica e avaliação de riscos de contratos, práticas comerciais, fusões e outras operações de concentração econômica.

Integrante da área de societário e fusões e aquisições do escritório do Rio de Janeiro, Paula Surerus tem concentrado sua prática em Direito Societário, fusões e aquisições, joint ventures e projetos de infraestrutura há mais de uma década. Paula liderou inúmeros projetos e operações relevantes nos setores regulados de energia elétrica, aviação e telecomunicações, e em setores não regulados. Também coordenou importantes reestruturações societárias e de ativos no Brasil de empresas multinacionais.

Já Priscila Sansone atua na área de contencioso e arbitragem da banca de São Paulo e possui mais de 15 anos de experiência assessorando empresas brasileiras e internacionais em assuntos relacionados a contratos, Direito do Consumidor e responsabilidade pelo produto/serviço e de resolução de conflitos.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de janeiro de 2016, 18h05

Comentários de leitores

1 comentário

Gonçalves e madrid advogados associados

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Anuncia cinco novas demissões, iniciando 2016 sem outros sócios e com a "quina" de advogados antigos na rua, demitidos por conta da crise. O escritório existe há 26 anos, no mesmo local e o seu amplo 'staf' societário (composto de duas almas penadas) possui experiência de outros 10 anos na lida (ao todo 36 primaveras de trabalho duro, exercidas pelos representantes da banca). Seus sócios não fazem parte de nenhuma associação, nunca contrataram ex-desembargadores, odeiam política e nem participam(aram) da confraria da OAB. Aceitaram o trabalho voluntário, há 20 priscos anos, na comissão de ética e prerrogativas, quando presidente da entidade o Dr. Mariz de Oliveira e de tais órgãos o Dr. Ciro Cusano. Nela permaneceram por três anos, evidentemente sem receber um tostão (condição pré estabelecida, aceita e cumprida). Devemos alguma coisa pela "Própria Canga" (propaganda) ou o CONJUR é que vai nos pagar pelo infortúnio de estarmos vivos e teimosamente advogando no "volume morto", mesmo em condições extremas ?

Comentários encerrados em 20/01/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.