Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Entendimento do Supremo

Precatórios e RPVs serão corrigidos pela inflação, determina CJF

Os precatórios da Justiça Federal e as Requisições de Pequeno Valor terão seu valor atualizado de acordo com a inflação. A decisão, de dezembro, foi tomada pelo Conselho da Justiça Federal.

De acordo com o CJF, os precatórios não tributários deverão ser atualizados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E), enquanto os tributários terão a taxa Selic como base.

A mudança segue entendimento do Supremo Tribunal Federal na Ação Direta de Inconstitucionalidade 4.357. A modulação também é a mesma imposta pela STF, ou seja, as novas taxas valem para precatórios e RPVs expedidas a partir de 25 de março de 2015. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB.

Revista Consultor Jurídico, 1 de janeiro de 2016, 11h44

Comentários de leitores

1 comentário

Pouco

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

E os juros? A redação do art. 100 da Constituição a partir da mudança pela Emenda Constitucional 62/2009 diz claramente que incidem juros de mora até a data do pagamento. O STF está discutindo a questão no recurso extraordinário 579431, já com 5 votos favoráveis à incidência dos juros. O Conselho da Justiça Federal, ao menos uma vez em sua triste história de subserviência ao Executivo, fazer algo digno e determinar a incidência dos juros desde já, antes mesmo do fim do julgamento do recurso extraordinário citado.

Comentários encerrados em 09/01/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.