Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Biênio 2017-2019

Desembargador Manoel Erhadt é o novo presidente do TRF-5

O desembargador Manoel de Oliveira Erhardt é o novo presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (AL, CE, PB, PE, RN e SE). A eleição aconteceu nesta quarta-feira (14/12). Além dele, foram escolhidos pelo Pleno da corte os desembargadores Cid Marconi (vice-presidente) e Paulo Machado Cordeiro (corregedor-regional), que também coordenará o Gabinete de Conciliação.

A posse dos novos gestores está agendada para o dia 3 de abril de 2017, no TRF-5. Os eleitos cuidarão da gestão da corte no biênio 2017-2019. A eleição também definiu o novo diretor da Escola Federal de Magistratura da 5ª Região (Esmafe), Edilson Nobre, o vice-diretor da instituição, Carlos Rebêlo, o diretor do Gabinete da Revista, Rogério Fialho Moreira, e o coordenador dos Juizados Especiais Federais (JEFs), Élio Wanderley, que contará com o Roberto Machado como vice-coordenador.

Já a Comissão de Jurisprudência do TRF-5 será formada pelos desembargadores federais Edilson Nobre, Carlos Rebêlo e Alexandre Luna. A Comissão de Regimento Interno será conduzida por Paulo Roberto de Oliveira Lima, Vladimir Carvalho e Fernando Braga. E a Comissão de Informática terá como representantes Lázaro Guimarães, Rogério Fialho Moreira e Rubens Canuto.

Erhardt foi promovido a desembargador federal do TRF-5 em agosto de 2007.
Reprodução

Perfil do presidente
Natural de Recife (PE), Manoel Oliveira Erhardt é formado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (1976). Atuou como auxiliar administrativo do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado entre 1974 e 1978 e técnico judiciário da Justiça Militar Federal entre 1978 a 1980.

Em seguida, tornou-se juiz em Pernambuco (1981-1982) e foi juiz auditor substituto da Justiça Militar Federal da 7ª Circunscrição Judiciária Militar (1982-1984). Também foi procurador da República entre 1984 e 1987.

Em novembro de 1987, tomou posse no cargo de juiz federal da 1ª Região, assumindo a titularidade da 1ª Vara Federal de Teresina (PI). Foi removido para a 3ª Vara Federal da Seção Judiciária de Pernambuco, onde permaneceu de 1988 a 2007. Exerceu a direção do Foro da Seção Judiciária de Pernambuco por três períodos: de 1991 a 1992; de 2000 a 2001; e de 2002 a 2003.

Em agosto de 2007, foi promovido a desembargador federal do TRF-5. Na gestão que se encerra em março do próximo ano, atua como diretor da Esmafe e desembargador eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, para o biênio 2015-2017, representando o TRF-5.

Na área acadêmica, ensinou Direito Administrativo na Faculdade de Direito de Olinda, em 1979, na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) entre os anos de 1987 a 1990, e na Escola Superior da Magistratura de Pernambuco (Esmape) durante os anos de 1987 a 1993.

Assumiu, cumulativamente, em 1990, o cargo de professor auxiliar de Direito Administrativo na Universidade Federal de Pernambuco, onde permanece até os dias atuais. Foi professor de várias gerações de juristas pernambucanos, inclusive de inúmeros magistrados federais. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-5.

Revista Consultor Jurídico, 14 de dezembro de 2016, 19h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/12/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.