Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dívida do imóvel

Caixa assume dívida de condomínio de apartamento retomado por inadimplência

Dívida condominial passa a ser de responsabilidade de quem adquire o bem, segundo entendimento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região ao dar provimento a um recurso de um condomínio em Esteio (RS) determinando a penhora de um imóvel.

O mutuário havia deixado de pagar as prestações do financiamento e a Caixa acabou retomando o apartamento. O banco não pagou os condomínios atrasados e isso levou a administração do prédio a ajuizar ação requerendo a quitação.

A Caixa, para se eximir da dívida, moveu processo na Justiça Federal pedindo o levantamento da penhora, alegando que esta era uma contrição de patrimônio de terceiro e que a dívida deve ser cobrada do mutuário.

A primeira instância suspendeu a penhora e administração do condomínio recorreu ao tribunal contra a decisão. O relator do processo na 3ª Turma, desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira, então, reformou a sentença.

“Taxa condominial se trata de obrigação propter rem, ou seja, que adere ao imóvel, transmitindo-se ao adquirente do mesmo. A responsabilidade do novo proprietário inclui a de adimplemento daquelas taxas anteriores à aquisição”, afirmou o magistrado. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-4.

Processo 0007914-83.2016.4.04.9999

Revista Consultor Jurídico, 8 de agosto de 2016, 12h53

Comentários de leitores

2 comentários

Nada mais lógico...

pj.branco (Advogado Autônomo - Civil)

Obrigação "propter rem"; inteligência do art. 1.345, CC.

Ainda há, que dê razões

Manente (Advogado Autônomo)

As arbitrariedades proporcionadas pelos bancos públicos.
Parabéns a instância superior!!!

Comentários encerrados em 16/08/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.