Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

"Lava jato"

Deputado Eduardo da Fonte é denunciado ao STF por corrupção e lavagem

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal na operação "lava jato" pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nesta sexta-feira (5/8), por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Divulgação/Câmara dos Deputados

Segundo a denúncia, feita com base em depoimentos de delação premiada do dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, o parlamentar recebeu R$ 300 mil para beneficiar a empreiteira nas obras da Petrocoque, empresa controlada pela Petrobras.

Pessoa afirmou que, depois de reuniões na sede da construtora em São Paulo, pagou R$ 300 mil solicitados pelo deputado em troca de ajuda para conseguir um contrato com a Coquepar.

Segundo o delator, R$ 100 mil foram repassados em espécie, e R$ 200 mil, em doações oficiais ao diretório do PP em Pernambuco, montante usado na campanha eleitoral do deputado em 2010.

Nos depoimentos, Pessoa afirmou que levou um "passa-moleque" do parlamentar, porque não se efetivaram as obras. Além de Fonte, também foi denunciado Djalma Rodrigues de Souza, executivo da Petrobras na época.

A assessoria de Eduardo da Fonte informou que o deputado irá prestar todos os esclarecimentos ao STF e disse que considera “um absurdo o suposto chefe do cartel das empreiteiras levar um ‘passa-moleque’ de alguém". Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 5 de agosto de 2016, 19h47

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/08/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.