Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Expediente suspenso

Explosão destrói frente da sede da Procuradoria da Fazenda no Recife

A tentativa de roubo a um caixa eletrônico destruiu parcialmente a frente da sede da Procuradoria Regional da Fazenda Nacional da 5ª Região, no Recife. O órgão, localizado na avenida Agamenon Magalhães, bairro do Espinheiro, está com expediente suspenso.

Explosão destruiu boa parte da frente da sede Procuradoria Regional da Fazenda Nacional da 5ª Região.
Sumaia Villela/Agência Brasil

Os criminosos tentaram explodir o caixa eletrônico do Banco do Brasil, que fica dentro do prédio, por volta das 4h30 desta terça-feira (2/8). A explosão destruiu os vidros da entrada do prédio e o teto de gesso. Havia estilhaços e escombros por toda a parte.

Os elevadores também foram danificados, e a guarita da segurança teve os vidros quebrados. O caixa eletrônico fica em uma área da entrada do prédio que não é visível para quem olha de fora. É preciso entrar no hall do edifício e se dirigir ao elevador para ter acesso ao terminal.

A quantidade de dinheiro levada pela quadrilha não foi revelada pela Polícia Federal. Segundo a PF, o terminal de autoatendimento foi aberto com explosivos, e os ladrões fugiram antes que a Polícia Militar chegasse ao local. A explosão foi ouvida pelos moradores, e ônibus foram desviados para evitar o local de onde se ouviam tiros.

O grupo teria fechado a rua marginal à Agamenon Magalhães, em frente à Procuradoria, e atirou na guarita de segurança. A PF também informou que tiros foram disparados para o alto para intimidar quem passava e que o grupo usou um fuzil 562 e pistolas.

A PF periciou o local na manhã desta terça e recolheu cápsulas de munição. Um carro e uma moto foram encontrados abandonados nas imediações do roubo. A investigação federal vai analisar se os veículos foram usados para cometer o crime, mas há a informação de que munições foram encontradas no interior do automóvel. Técnicos da área de manutenção do órgão também estiveram no local para avaliar o prejuízo provocado pelo roubo.

Maior incidência
Os ataques a caixas eletrônicos e agências postais vêm crescendo neste ano em Pernambuco. A PF, que cuida dos casos ocorridos com terminais e agências da Caixa Econômica Federal e dos Correios, contabilizou, em 2016, 24 ocorrências — 16 arrombamentos, sete assaltos e uma explosão.

O número corresponde praticamente ao de todo o ano de 2015, quando foram registrados 25 casos, sendo 13 arrombamentos e 12 assaltos. A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco informa que, até junho de 2016, foram registrados 14 furtos às demais instituições bancárias, quando não há o emprego da violência contra cidadãos. No mesmo período do ano passado, foram quatro casos. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 2 de agosto de 2016, 14h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/08/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.