Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

"Lava jato"

Moro autoriza novo bloqueio de contas de ex-assessor de Gim Argello

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da “lava jato”, enviou ofício a um dos bancos onde Paulo César Ramos Roxo possui conta autorizando o bloqueio de ativos financeiros do ex-assessor do ex-senador Gim Argello. Os dois são investigados na 28ª fase da operação.

No último dia 12, Moro autorizou o bloqueio de R$ 5,35 milhões das contas de Gim Argello e de Paulo César. No entanto, segundo Moro, o Banco Itaú Unibanco informou que a conta do ex-assessor que constava no pedido não possuía “saldos passíveis de bloqueio” via BacenJud (sistema que interliga a Justiça ao Banco Central e às instituições bancárias).

A instituição também solicitou “informações a respeito da necessidade de que sejam promovidos bloqueios de ‘créditos futuros e líquidos disponíveis, bem como sobre ativos financeiros não alcançados pelo sistema BacenJud’”, informou Moro em despacho do dia 18 de abril.

Na mesma ocasião, o juiz disse que o bloqueio via BacenJud “foi pouco exitoso”, alcançando o valor de pouco mais de R$ 6 mil, e determinou que “devem ser bloqueados todos os ativos financeiros de Paulo Cesar Ramos Roxo, atualmente existentes e não abarcados pela constrição via BacenJud”.

Moro disse que os “créditos futuros e líquidos disponíveis” não deverão ser bloqueados, “o que implicaria no congelamento absoluto das contas, medida excessivamente drástica”. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 23 de abril de 2016, 15h01

Comentários de leitores

1 comentário

Juiz moro

O IDEÓLOGO (Outros)

Um dos mais corajosos Juízes do Brasil. E que o político Gim Argello permaneça "ad aeternum" expiando o seus pecados monetários, financeiros, de opinião e políticos.

Comentários encerrados em 01/05/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.