Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ataques virtuais

OAB criará grupo para monitorar crimes na internet

A Ordem dos Advogados do Brasil vai criar um grupo para acompanhar e monitorar crimes na internet. Além disso, o grupo irá discutir formas de aprimorar investigações e garantir a responsabilização de quem pratica tais delitos.

A OAB aponta haver muita dificuldade para se identificar as pessoas que publicam conteúdo ofensivo em redes sociais e muitas vezes a vítima e o criminoso não estão sequer no mesmo estado. Por isso, há pouca eficácia na elucidação dos crimes e consequente punição dos delinquentes, o que acaba por estimular a prática delituosa.

A ideia da formação do grupo aconteceu durante uma audiência com as jornalistas Cristiane Damacena e Raíssa Gomes, que recentemente foram vítimas de crimes em redes sociais. Elas compareceram à sede da Ordem acompanhadas do advogado Marcelo Holanda.

Durante a audiência com as jornalistas, o presidente da entidade Marcus Vinicius Furtado Coêlho informou que remeterá, em nome da OAB, ofício à polícia e ao Ministério Público solicitando providências quanto aos casos relatados. 

“É um absurdo que se utilize a internet para a prática do crime de racismo. Cristiane e Raíssa, assim como quem quer que sofra discriminação em função de cor, credo, raça ou orientação sexual tem apoio total da OAB para a tomada de providências e auxílio na identificação dos criminosos”, disse. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB.

Revista Consultor Jurídico, 17 de maio de 2015, 15h49

Comentários de leitores

6 comentários

Desvio de função

João Corrêa (Estagiário - Previdenciária)

Deveria a OAB lutar para acabar com a tipificação de crimes contra a honra, ao invés de fazer as vezes de ministério público.
O que é isso? Estamos rumo ao totalitarismo da agenda esquerdista?

Desvio de função

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O que a OAB tem a ver com as jornalistas Cristiane Damacena e Raíssa Gomes? Qual a razão da Entidade, que ignora por completo a defesa dos advogados (embora a lei a obrigue a agir), enviar ofício em nome das jornalistas? Agora a OAB é a Ordem dos Advogados e "Jornalistas" do Brasil? É para isso que pagamos anuidades?

Nada a ver

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Eu já li e reli o Estatuto da Advocacia e as normas pertinentes tantas vezes que perdia a conta. Nunca vi autorização para que a OAB possa realizar essa "nova" função institucional, enquanto relega a último plano as prerrogativas da classe.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 25/05/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.