Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cinco na oposição

Candidato da situação para concorrer à OAB de São Paulo ainda é incerto

Por 

A cerca de três meses do início oficial das campanhas para eleição do presidente da seccional de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil — a maior do país — ainda não está definido quem será o candidato pela situação. Já para concorrer como oposição, há cinco candidatos declarados percorrendo as cidades do estado desde o começo do ano: Ricardo Sayeg; Sergei Cobra Arbex; Anis Kfouri; Raimundo Hermes Barbosa; e João Biazzo Filho.

Até 18 de abril, essa dúvida não existia: era dado como certo que o presidente da OAB-SP, Marcos da Costa, concorreria à reeleição. No entanto, nesse dia, ele sofreu um grave acidente de carro no interior paulista. Esta fatalidade, que matou o então tesoureiro da entidade, Carlos Roberto Fornes Mateucci, fez com que Marcos da Costa se afastasse do cargo para fazer tratamento médico — chegando, inclusive, a amputar uma perna.

De acordo com a OAB-SP, ainda não há prazo para seu retorno. Em 23 de junho, sua licença médica foi renovada por mais 30 dias. Enquanto isso, Ivete Senise continua sendo a presidente em exercício da instituição.

Aliados afirmam que, a princípio, Marcos da Costa permanece como candidato da situação. Segundo eles, o presidente licenciado não se manifestou sobre o assunto desde seu acidente, nem para confirmar sua candidatura nem para desistir dela.

Caso ele prefira não concorrer a outro mandato, deverá indicar alguém para representar a situação nas eleições. Na equipe que hoje está à frente da entidade, cogita-se que, se isso ocorrer, o indicado seria o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo, Fábio Romeu Canton Filho. 

As eleições para a OAB-SP serão na segunda quinzena de novembro. A campanha oficial terá início 45 dias antes da data marcada para o pleito.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2015, 11h57

Comentários de leitores

7 comentários

Algumas impressões 2

Apmartins (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Um curral de troca de cargos e favores. Eles têm discurso e práticas da velha politica que definitivamente nao representam os anseios dos advogados que querem uma OAB seria e que represente os interesses de uma classe e nao dos amigos do rei. Sobre o Anis Kfouri, nenhuma impressão pois nunca ouvi falar. Hermes ja foi candidato e nas ultimas eleicoes estampou cartazes abraçado com o Sayeg, imaginei que repetiriam a dupla dinamica esse ano, aparentemente alguem nao cumpriu com o que prometeu na ultima vez e eles se separaram, o que me leva a crer que um dos dois nao deve ter palavra... Sayeg é o candidato bonachão, o conheci na faculdade e tive alguns contatos posteriores, nada a dizer exceto que ainda nao convenceu e tem um discurso religioso e anti defensoria que me incomodam muito. Sobre o Joao Biazzo, a primeira vez que o vi e ouvi falar dele, tive a mesma impressao que o Marcos Alves Pintar, mas recentecemente fui apresentado pessoalmente e admito que mudei bastante de opiniao, nao sei ainda como ele seria como presidentr da OAB, mas aquele que eu imaginava ser o figurao playboy do escritorio de renome na verdade é um caipira de Aguaí ( eu tbm sou caipira) que fala com sotaque puxado, nao fala de dinheiro e mesmo sendosocio de um grande escritorio ainda faz petiçoes, despacha e exige qualidade mesmo nas petiçoes mais simples, nao sei se isso é bom ou ruim, mas ele é do tipo que fica puto da vida c um juiz que nao le uma petiçao que ele fez, ainda que isso aconteça todo dia c todo mundo. Os valorosos advogados do sindicato dos advs do interior optaram por dar um voto de confiança para ele.Acho que todos precisam mostrar se sao ou nao merecedores da nossa confiança.Mas minha primeira impressao diverge do Marcos Pintar em relaçao ao Sergei e ao Joa

Algumas impressões

Apmartins (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Eu costumo ler vários comentários aqui e, mesmo sem conhecê-lo, me identifico bastante com as criticas do Marcos Alves Pintar, pessoa que, inclusive, gostaria muito de conhecer e bater um papo qualquer dia... Mas dessa vez tenho algumas impressões diferentes, mas que nao deixam de ser impressões pois ainda é um pouco prematuro para fechar ter uma opinião pronta dando certeza de voto para um ou outro...
Mas falando dos pre candidatos tenho para mim que o Marcos da Costa é o típico cara que não cheira e não fede. Nao fez grandes coisas pela advocacia, nem para o bem, nem para o mal. Diferente do que imagino sobre outro candidato, Marcos nao me parece ser uma pessoa mal intencionada e que usa a maquina da OAB para encher o proprio bolso. Enfim, não parece ser bandido, mas a advocacia precisa de mais do que alguem bem intencionado. Fora isso, independentemente de qualquer critica, me solidarizo com o atual momento que ele vive e desejo a mais rapida recuperação!!! Em relação ao Sergei Cobra Arbex, imagino que ele tem a politica (nao sei se a boa ou a má politica) no sangue considerando que é filho da famosa Zulaiê Cobra, mas considerando que ela representa o pensamento questionavel dentro do PSDB e não te mais apoio popular desde que nao foi eleita deputada anos atrás, nao vejo com bons olhos as influencias dele, falando em influencias, Sergei e Sayeg também são ovelhas desgarradas da situação, até ontem bebiam e comiam nos mesmos pratos do Sr. D' urso e Marcos da Costa. Ambos podem ser qualquer coisa, menos oposição. No máximo, situação encostada. Apesar disso Sergei tinha tudo para fazer uma boa campanha, mas convidou como seus coordenadores nada menos do que Orlando Maluf e Roberto Ferreira, os eternos profissionais de campanha e que fazem da OAB um

Contra a reeleição

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Sou manifestamento contra a reeleição ao cargo de Presidente da Seccional e do Conselho Federal.
Um mandato de 03 anos é suficiente. Ademais, devemos dar um exemplo a sociedade, a medida que já foi vedada a reeleição de Presidente da República.
Espero que Marcos da Costa faça um gesto de nobreza. A alternância de poder é vital para o exercício da democracia.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/07/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.