Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime online

Vítimas na Inglaterra poderão acompanhar investigações pela internet

A Inglaterra vai ter um sistema de acompanhamento online das investigações. O governo britânico anunciou nesta semana que está sendo criado um sistema para permitir que as vítimas de crime saibam em que pé estão as investigações sem precisar ir até a delegacia. A ferramenta pretende ajudar a troca de informações entre vítimas e investigadores.

Também vai ser possível relatar um crime e registrar boletim de ocorrência pela internet. A previsão é que o relato online economize, em longo prazo, cerca de 3,7 milhões de libras (quase R$ 15 milhões) aos cofres públicos.

De acordo com o governo, as medidas fazem parte de um programa anunciado em setembro passado para dar mais atenção às vítimas de crimes. O programa já garantiu, por exemplo, mais verba para ONGs que ajudam vítimas de estupro, inclusive para aquelas especializadas em acudir meninos e homens que sofreram algum crime sexual.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 30 de janeiro de 2015, 15h35

Comentários de leitores

1 comentário

Ótima iniciativa

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Excelente iniciativa da Inglaterra.
.
Enquanto isso, por aqui ainda tem delegacia registrando ocorrência em máquina de escrever. Felizmente, é a exceção, mas ainda temos um longo caminho a percorrer para chegar de fato ao século XXI.
.
Os avanços da revolução digital sempre encontrarão, porém, resistências. Por mais que os números venham a comprovar que o uso da tecnologia e da internet pela polícia e pela Justiça aumentam a eficiência, incrementam a qualidade do serviço, tornam tudo mais rápido e seguro e diminuem custos, não faltarão dinossauros para criticar e usar argumentos falsos para tentar justificar sua preguiça em se adaptar.

Comentários encerrados em 07/02/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.