Consultor Jurídico

Mercado Jurídico

Por Sérgio Rodas

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direito dos Negócios

Mariana Pargendler dará aulas na Universidade de Stanford

Mariana Pargendler, professora de Direito dos Negócios da Fundação Getulio Vargas de São Paulo, lecionará na Universidade de Stanford, na Califórnia, como professora visitante. Ela ministrará duas disciplinas: Questões Contemporâneas em Governança Corporativa e Negócios na América Latina. A professora teve recentemente um artigo — produzido em co-autoria com os professores Henry Hansmann, da Yale Law School, e Ronald Gilson, da Stanford Law School e Columbia Law School — publicado na revista da faculdade de Direito de Stanford, sobre a reforma corporativa no Brasil, Estados Unidos e União Europeia.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de janeiro de 2015, 9h18

Comentários de leitores

6 comentários

Prezados Silvio e Arthur

Rogerio Ambientalista (Advogado Assalariado - Ambiental)

Vocês disseram tudo.
Uma pena. Como eu disse e repito, tem muita gente de valor no Brasil, com mais estrada e contribuição que a jovem professora, que deve ter seu brilho, mas não pra ser divulgada assim.
Uma pena pra qualidade do CONJUR.

Relevância

Silvio Curitiba (Advogado Associado a Escritório)

Dr. Rogério,
A relevância está no lobby. Em fazer currículo. Em montar um notório saber jurídico, para concorrer a uma vaga pelo quinto.

Alguém prestou atenção no patronímico?

Arthur Lima (Professor)

Como disse um leitor, dezenas de professores brasileiros são visitantes em universidades estrangeiras, merecendo uma ilustre desconhecida nota de destaque pelo CONJUR. A razão da nota? Seguramente o sobrenome PARGENDLER, idêntico ao do Ministro do STJ, Ari Pargendler. Pouco provável que não sejam parentes. Infelizmente, não raro,
homenagens são rendidas mais por algum interesse do que pela capacidade do homenageado. Provavelmente é o caso.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 29/01/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.