Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Livre pensamento

Ali Kamel perde ação contra ex-editor
da Globo que o acusava de assédio

O diretor de jornalismo da TV Globo Ali Kamel perdeu ação de indenização que movia contra o jornalista Marco Aurélio Cordeiro de Mello por causa de críticas publicadas em um blog. Para o desembargador Celso Luiz de Matos Peres, da 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, as críticas feitas pelo réu não resultaram em dano.

Cordeiro de Mello era editor do Jornal Nacional, e Kamel alegava na ação que o ex-colega ficou ressentido com a demissão da TV Globo. Após isso, teria passado a atacar de forma obsessiva o diretor e a emissora no blog Doladodelá. Para Kamel, uma forma de possivelmente agradar aos novos chefes, pois o jornalista foi contratado pela TV Record.

Kamel foi classificado como “figura soturna” e acusado de ser responsável pela “devastação” do departamento de jornalismo da TV Globo, ao qual teria imposto “clima de terror” por meio de assédio moral, intimidação e perseguição. Cordeiro de Mello também sugere que o diretor usava grampos telefônicos e violações de e-mails para vigiar seus subordinados.

Após minuciosa análise de um texto publicado no blog, o desembargador afirma que se trata apenas de livre manifestação do pensamento. “Como jornalista e escritor, o autor bem sabe da necessidade da construção de um pensamento crítico a respeito das questões da sociedade e o quanto é ‘saudável’ para a população poder confrontar opiniões e posicionar-se em tal ou qual sentido”, sentenciou Matos Peres. 

Clique aqui para ler a decisão. 

Revista Consultor Jurídico, 3 de dezembro de 2015, 14h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/12/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.