Consultor Jurídico

Notícias

Princípio da proporcionalidade

Leia o voto do ministro Gilmar Mendes no RE sobre posse de drogas para uso

Comentários de leitores

6 comentários

O choro é livre

Observador.. (Economista)

E nossa decadência moral também. Dizer que drogas não afetam o comportamento, não tornam pessoas mais agressivas e propensas a atos danosos (até mortais) à terceiros, é fingir que a realidade não é como é.Fingir que metanfetamina, cocaína mais pura, crack e outras drogas não tem o efeito que tem.
Fingir que o tráfico não terá um estímulo, pois seu mercado consumidor foi "liberado", também faz parte desta premissa de torcer a realidade.
Mas há uma questão que foi esquecida: muitos pertencentes às classes mais favorecidas, terão menos constrangimento em buscar o que necessitam.Como tem mais educação, mais freios inibitórios (por terem mais à perder) não convivem tanto com os efeitos perniciosos, nocivos e (muitas vezes) perversos que as pessoas com menos acesso à informação, saúde e segurança terão que conviver em suas regiões mais humildes, violentas e carentes.
Como sempre, no país há um grande número de pessoas que pensa apenas no próprio umbigo.
Por isso somos esta "potência", sempre na vanguarda do atraso, que somos.
Ninguém tem vergonha dos 60.000 homicídios. Da corrupção faraônica.Das cracolândias no meio de bairros mais desfavorecidos (não é em Alphaville). Das mortes causadas pelo álcool no trânsito, onde o cidadão usa seu carro como arma mas responde em liberdade, não precisa soprar bafômetro.....etc.
E fico a pensar.Alguém, com um mínimo de neurônio e que não minta para si, pode achar que viverá em um "Brasil de Primeiro Mundo", com nossa mania tupiniquim de torcer a realidade para que ela se encaixe em nossos desejos?

Uma publicação interessante

Ramiro. (Advogado Autônomo)

http://scholarship.law.duke.edu/faculty_scholarship/1617/
Trata-se de um texto relativamente antigo, mas bastante interessante.

Mimimimi

fpimentel (Funcionário público)

O choro é livre.

Decadência

kiria (Corretor de Imóveis)

Nossa decadência ética e moral não permite mais que cidadãos trabalhadores e honestos continuem a preservar esses valores que já são artigos de 2ª mão.Onde antes o direito de um terminava onde iniciava o do outro,não vale mais.Eles tem o direito de usar,matar,roubar,estuprar e depois é só dizer ao Juiz:Estou arrependido porque naquele momento estava sob efeito de drogas,ou não teria feito,e sua pena que já é inexistente por leis frouxas que os favorecem são o maior incentivo para que volte a reincidir.É por conta dessa mentalidade Institucional que nós acabamos por nos embrutecer porque a nós só é dado a carga de trabalhar e pagar até a latrina que eles usam e dar a grita de "pena de morte já" porque para nós não é oferecida outra alternativa.Pode até ser legal porque a letra da lei é fria,quem as faz só tem foco no bandido desconhecendo a população de bem que em boa parte já está deixando de ser por não enxergar horizonte positivo que justifique ser honesto,ético,e valorizar a vida.Chegamos a tal ponto que no momento atual ouvimos que aqueles que roubaram,geriram em beneficio próprio causando um enorme rombo no país não podem ser tirados porque causaria um grande trauma na democracia como se fosse uma pessoa física com necessidades especiais que deveria ser levada à tratamento e não se pode contrariar porque pode surtar.Porém a conta pesada nos chega,pagamos e somos submetidos a "aceitar que mais uma vez seja gerida por aqueles que já possuem antecedentes de levarem o país à falência sem coragem de decreta-la.Por tudo isso não é de estranhar que ainda seremos forçados a aceitar liberação de drogas que o próprio drogado declara que é para uso mas não faz mal,o que prejudica mesmo é o cigarro então vamos pra cima,proibir e multar.Cinismo legal.

Acabemos com o crime de receptação também!

Valderi (Industrial)

Se eu comprar um carro roubado para "consumo/uso" próprio, sabendo da procedência e, por conseguinte, da ilicitude, posso entender que não houve receptação?
O fomento ao crime de tráfico de drogas não deve ser levado em consideração?
Já é passado o tempo de tratarmos aqueles que agem na contramão da sociedade como vítimas! O consumo de drogas precisa se freado/parado/estancado (sim, na origem, produção e tráfico) e não ser tratado como um problema de saúde!

PS. Por que não utilizar esta mesma lógica em relação ao uso do cinto de segurança, por exemplo? Se o motorista quer colocar sua vida em risco, é uma opção dele, afinal de contas, não podemos "desrespeitar a decisão da pessoa de colocar em risco a própria saúde"!

e o imposto

cricri (Funcionário público)

Em primeiro lugar, preciso saber se a importação de droga
da direito a isenção de imposto, é preciso saber se o produto é importado ou nacional, é preciso apresentação da nota, é preciso consultar a Receita Federal. é preciso saber se o produto foi adquirido nas mãos de traficante ou de uma firma estabelecida com os impostos devidamente pagos.
Entendo que antes de julgar se pode transportar a droga, seja qual for a quantidade, é preciso esclarecer todas essas questões, pois do contrario o STF estará estimulando a sonegação de tributos, pois se o traficante está isento, porque que o cidadão não está, eis a questão.

Comentar

Comentários encerrados em 28/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.