Consultor Jurídico

Direito na Europa

Por Aline Pinheiro

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Foco na arrecadação

Ordem dos advogados da Escócia pretende criar inscrições para paralegais

A Law Society of Scotland, ordem dos advogados escocesa, tem um plano ousado de crescimento para os próximos cinco anos. Uma das propostas é convocar profissionais da comunidade jurídica que não têm o título de advogado para se inscrever na entidade. Atualmente, só os advogados, depois de aprovados em Exame de Ordem, é que podem — e precisam — fazer sua inscrição na Ordem.

A justificativa oficial da Law Society é valorizar os profissionais que auxiliam o funcionamento da Justiça. Como na Escócia não é obrigatório contratar um advogado para ir aos tribunais, o paralegal acaba tendo um papel muito importante, principalmente quando a parte não tem dinheiro para pagar os serviços de um defensor.

Na prática, a entidade vai conseguir arrecadar mais dinheiro, o que é especialmente bom nesses tempos de vacas magras na Escócia. A entidade ainda não divulgou nada concreto, por exemplo, como seria feita a abertura das inscrições, se seria obrigatória e qual seria a anuidade cobrada dessa categoria.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 14 de agosto de 2015, 13h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.