Consultor Jurídico

Notas Curtas

Por Leonardo Léllis

Blogs

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Habeas Copos

Ex-ministra do STJ Eliana Calmon perde eleição para síndica de prédio na BA

Por 

Edifício, em frente ao Farol da Barra, é conhecido por moradores ilustres. Divulgação

Quase meio ano depois de concorrer ao Senado pelo PSB da Bahia, a ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon amargou nova derrota nas urnas. A ex-corregedora nacional de Justiça  tentou se eleger síndica do edifício Oceania, em Salvador (BA), que tem apartamentos de famosos como Wagner Moura e Lázaro Ramos. A ex-ministra, que ganhou fama por dizer que era preciso caçar os “bandidos de toga”, perdeu para o empresário Sérgio Bezerra, dono do famoso bar Habeas Copos.

Topo da página

 é chefe de redação da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 6 de agosto de 2015, 14h37

Comentários de leitores

28 comentários

Eliana calmon perde eleição para síndica

iranilealferreira (Advogado Sócio de Escritório - Família)

Meu Deus, a Ministra Eliana Calmon, não precisa disso.
É pessoa altamente qualificada; com dezenas de compromissos.
Para mim, seria surpresa se ela estive ganhado essa eleição da Síndica.

Derrota (?) edificante

Roberto MP (Funcionário público)

Lembro de um saudoso colega que com relação a alguns atos da Administração dizia que “há elogios que envergonham e punições que enobrecem”, que uso para comentar esse caso. Às vezes pessoas de elevada formação cultural tomam decisões inusitadas que destoam de sua qualificação, que surpreendem seus semelhantes e que lançam por terra tudo o que de magnífico realizou. Essa alegada derrota da ministra veio para seu próprio bem, para que reflita melhor e concluir que o cargo ou função de síndica não é coisa para ela, mas para os comuns dos mortais. A eleição para síndica poderia ser algo que iria levar tão nobre magistrada a se envolver com questões degradantes. Essa insignificante derrota pode ter vindo para que tão magistral magistrada reflita melhor para saber que essa não é sua seara. Melhor assim, uma derrota edificante acima de uma vitória enganosa, que em nada modifica a relevante conduta profissional da ministra.

Leitura sintomal

Ateniense Negro (Outros)

A notícia veiculada merece uma verdadeira leitura 'sintomal' proposta por Althusser. Eliana Calmos revelou o que Zizek chama de complemento obsceno, isto é, as regras não explícitas que, inclusive, suspendem as regras explícitas. Todo mundo sabe como as práticas aqui são anti-republicanas , marcadas pelo patrimonialismo, salpicadas de lobistas, enfim, a nossa miséria é notória. Por isso, a irrelevância da notícia só não é maior por força do não dito que, como nos ensinou a psicanálise, é mais forte do que o dito. Por isso: Viva Eliana Calmon.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 14/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.