Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Elogio ao colega

Associação de juízes cita escritores e "solidão" em nota de apoio a Sergio Moro

O juiz federal Sergio Fernando Moro acabou com a "estranha sensação de que as mãos da lei jamais atingiriam os 'príncipes da República'", afirma a Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages). A entidade divulgou, nesta quarta-feira (5/8), uma nota de apoio ao juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos decorrentes da operação "lava jato", que investiga corrupção na Petrobras.

Pouco mais de um mês depois de a Associação dos Juízes Federais do Brasil rejeitar críticas ao trabalho de Moro, a Anamages tece loas ao juiz: “O digno e caríssimo magistrado Sergio Moro empresta o seu trabalho ao engrandecimento do Estado, da República, do Brasil. A sua independência demonstra que a firmeza das decisões depende apenas de coragem”.

A entidade afirma que o julgador, “tem demonstrado prudência e senso de justiça", antes de dizer que o questionamento das medidas cautelares deferidas deve ser realizado pela via recursal, "demonstrando exclusivamente uma suposta ausência dos pressupostos legais”.

A Anamages cita ainda escritores, como Guimarães Rosa e Carlos Drummond de Andrade, e a “solidão” dos juízes para demonstrar seu apreço ao colega. “Os magistrados estaduais do Brasil, apesar da solidão, estão solidários a um digno colega que resgata o exercício republicano do Poder Judiciário, onde não há príncipes, lordes ou condes, onde a igualdade de todos perante a lei é a expressão maior do nosso compromisso para com a prestação jurisdicional, onde não há nomes, filiação, status político ou poder econômico.”

Nesta quarta, Moro assinou a sétima sentença da "lava jato", condenando executivos da OAS.

Clique aqui para ler a nota.

* Texto atualizado às 19h do dia 5/8/2015.

Revista Consultor Jurídico, 5 de agosto de 2015, 18h44

Comentários de leitores

10 comentários

Não entendo...

Cy de Aquino (Outros)

O Juiz Moro é servo de quem?
Deu trabalho é retirar a dignidade dos presos para que eles confessem crimes que não cometeram e, delatem pessoas por puro desespero por conta de prisão arbitrária?

Essas associações

JUNIOR - CONSULTOR NEGÓCIOS (Professor)

Essa turma é especialista em fazer marqueting para opinião pública e, principalmente para a mídia para, posteriormente, abocanhar os recursos do estado por meio de gordos subsídios, obesas vantagens não-tributáveis e regalias que qualquer outro servidor do planeta teria, ainda que aqueles situados no norte da europa.

Demonização e divinização

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

Não sei porque este foco na pessoa do juiz Sérgio Moro.
.
Não gostaram de uma decisão? Recorram.
.
O juiz violou alguma prerrogativa ou norma ética no exercício da função? Acionem a Corregedoria e/ou CNJ.
.
Vivemos em um Estado de Direito. Recurso é o que não falta em nosso ordenamento jurídico.
.
Ademais, o juiz não tem iniciativa e só decide o que chega às suas mãos.
.
Esse chororô da elite criminosa e seus causídicos esperneadores já está enchendo o saco.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 13/08/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.