Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Disputa surpresa

Ex-presidentes da Aasp assinam manifesto contra chapa de oposição

Por 

Um grupo de 19 ex-presidentes da Associação dos Advogados de São Paulo assinou manifesto em apoio à chapa que tenta manter no Conselho Diretor membros que já atuam na entidade. Em e-mail enviado a associados na última sexta-feira (28/11), eles dizem que os integrantes do grupo rival “nunca manifestaram antes algum interesse em colaborar com a administração ou auxiliar nos muitos serviços que a Aasp desenvolve”.

Sete das 21 cadeiras do conselho estarão em disputa na próxima terça-feira (2/12). A chapa de oposição, inscrita no último dia para o registro, surpreendeu associados, porque não há esse clima eleitoral desde 2008. Os conselheiros têm o poder para eleger o presidente e a diretoria de uma entidade com 93 mil associados de forma voluntária.

A Chapa 1 conta com cinco atuais conselheiros e dois diretores, enquanto a Chapa 2 tem nomes conhecidos por atuar em outros órgãos.

De acordo com os ex-presidentes que assinaram o manifesto, a escolha do conselho ocorre ano após ano “sem disputas políticas, fórmula que garante o sucesso da Aasp desde há muito tempo”. Eles afirmam que os membros da outra chapa, “sem conhecerem o funcionamento da entidade e as boas práticas que a tornaram verdadeiro patrimônio da advocacia, pretendem integrar seu Conselho Diretor com finalidade desconhecida”.

São signatários: Aloísio Lacerda Medeiros, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, Antonio de Souza Corrêa Meyer, Antonio Fernandes Ruiz Filho, Arystóbulo de Oliveira Freitas, Carlos Augusto de Barros e Silva, Clito Fornaciari Júnior, Fábio Ferreira de Oliveira, José Diogo Bastos Neto, José Roberto Batochio, José Roberto Pinheiro Franco, José Rogério Cruz e Tucci, Luiz Olavo Baptista, Marcio Kayatt, Mário de Barros Duarte Garcia, Mário Sérgio Duarte Garcia, Miguel Reale Júnior, Renato Luiz de Macedo Mange e Sérgio Pinheiro Marçal.

Integrantes da Chapa 2 alegam que não encontram espaço para participar das atividades atualmente e defendem a disputa como uma medida natural e democrática, prevista no estatuto da Aasp. A votação será aberta das 13h às 18h, na sede da associação (rua Álvares Penteado, 151, no Centro).

Veja quem disputa a vaga ao Conselho Diretor:

Chapa 1 - Situação
Flávia Hellmeister Clito Fornaciari Dórea
Marcelo Vieira von Adamek
Renato José Cury
Ricardo de Carvalho Aprigliano
Roberto Timoner
Rogério de Menezes Corigliano
Silvia Rodrigues Pereira Pachikoski

Chapa 2 - Oposição
Daniel Willian Granado
Luiz Tarcísio Teixeira Ferreira
Mário Luiz Delgado Regis
Miguel Pereira Neto
Robson Maia Lins
Rogério Bassili José
Rosana Chiavassa

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 29 de novembro de 2014, 12h40

Comentários de leitores

2 comentários

Clube do “Bolinha” (1)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Os associados têm do que reclamar da AASP?

Sim e não. Depende do que realmente desejam. Não tanto quanto aos serviços que dela obtêm, mas do modo como é gerida. Sempre por um grupinho fechado, como se fosse um clube particular deles.

E a usam para promover cursos, palestras etc. destinados aos advogados, associados ou não, e, com isso seus dirigentes podem, de modo velado, aproximar-se de autoridades que são convidadas para esses eventos, com as quais têm um contato restrito nas dependências da entidade, que, embora seja de todo associado, este não tem acesso pleno a quase nada.

A maior prova de que esse grupo faz tudo para dificultar àqueles que dele não fazem parte de ingressarem nos quadros do Conselho da AASP é o modo como organizam e conduzem as eleições.

Basta ver o seguinte: no dia 25/11/2014, recebi um e-mail da AASP com propaganda da chapa da situação. No dia 27/11 recebi um e-mail com propaganda da chapa da oposição e em seguida um da chapa da situação. No dia 28/11 recebi um e-mail com propaganda da chapa da situação.

Quer dizer, como quem tem o controle dos e-mails cadastrados é a diretoria que compõe ou apoia a chapa da situação, e não permitem a qualquer outro associado ter acesso a esse cadastro, a diretoria faz o que quiser, usam a máquina e o poder que têm para desequilibrar o sufrágio sem nenhum pudor.

Bastar ver: eu recebi dois e-mails de propaganda da chapa da situação em dias diferentes sem que no mesmo dia recebesse também e-mail com propaganda da chapa da oposição. E quando recebi o e-mail com propaganda da chapa da situação, logo depois, muito espertamente, enviaram também a propaganda da chapa da situação.
(CONTINUA)...

Clube do “Bolinha” (2)

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

(CONTINUAÇÃO)...
Muito esperto da parte da diretoria, pois são eles que controlam isso. Se a oposição quiser enviar uma mensagem para os associados, terá de encaminhar o texto para a AASP e solicitar que esta faça o envio. É óbvio que a diretoria toma conhecimento do conteúdo antes de todo mundo. Aí pode fazer o que quiser. Pode se antecipar; pode replicar; enfim, do modo como as coisas são conduzidas, o desequilíbrio é total.

A AASP, definitivamente, não é nada democrática. NADA. Mas parece que seus associados gostam disso, pois nunca compareceram nos dias de votação para protestar pelo modo mais eficaz que existe numa democracia: o uso eficaz do voto. Como o voto é facultativo, a omissão, ou melhor, a abstenção leva a crer que a esmagadora maioria concorda com tudo isso. E quem concorda com esse estado de coisas para sua associação privada, certamente concorda também para o município, o estado e o país em que vive. Não tem do que reclamar depois. Colhe o que planta.

(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Comentários encerrados em 07/12/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.