Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novas atividades

Ministra Luciana Lóssio é indicada para Conselho de Direitos Humanos

A ministra Luciana Lóssio (foto), do Tribunal Superior Eleitoral, vai atuar no Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) como representante do Conselho Nacional de Justiça. Ela vai tomar posse no próximo dia 10 de dezembro, ao lado de outros nove membros, depois de ter o nome indicado pelo presidente do CNJ, ministro Ricardo Lewandowski.

O CNDH, vinculado à Presidência da República, tem o objetivo declarado de desenvolver “ações preventivas, protetivas, reparadoras e sancionadoras das condutas e situações de ameaça ou violação” dos direitos humanos. O colegiado substituiu neste ano o antigo Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, criado em março de 1964, 15 dias antes do golpe militar daquele ano. Vinte e duas pessoas integram o grupo — 11 do Poder Público e outros 11 da sociedade civil.

Luciana Lóssio tem 40 anos e é ministra do TSE desde 2013, quando assumiu vaga destinada à advocacia. Foi assessora jurídica na Procuradoria-Geral da República e tem especialização nas áreas de Direito Eleitoral e Direito Processual Civil.

Revista Consultor Jurídico, 27 de novembro de 2014, 20h26

Comentários de leitores

1 comentário

Nota da Redação - comentário ofensivo Comentário editado

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Comentários encerrados em 05/12/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.