Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Coleção virtual

ConJur lança Anuários da Justiça e da Advocacia Pública para iPad

“Os Anuários da Justiça e da Advocacia Pública são instrumentos indispensáveis para o dia a dia do advogado.” Quem afirma é o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinícius Furtado Coêlho. Agora, os operadores do Direito poderão  levar consigo o perfil dos magistrados e dos colegiados que julgam seus casos, para consultar a qualquer momento, pois os Anuários estão disponíveis para iPad.

Além da praticidade de levar todos os anuários em um só aparelho, o aplicativo Anuários ConJur para iPad traz ferramentas como a navegação por índice, a busca por palavras-chave e marcadores de página. Assim, reduz-se o tempo de procura pela jurisprudência sobre determinado assunto ou pelo posicionamento adotado por um colegiado.

Vinte títulos já estão disponíveis no aplicativo, que pode ser baixado gratuitamente na App Store. São edições do Anuário da Justiça Brasil; Anuário da Justiça Federal; Anuário da Justiça Rio de Janeiro; Anuário da Justiça São Paulo; Anuário da Justiça do Trabalho; Brazil Justice Yearbook; e Anuário da Advocacia Pública. O leitor que ainda não conhece as publicações pode acessar seis versões reduzidas, oferecidas sem custos no app. As edições completas são vendidas a 9,99 dólares (cerca de R$ 25), o que significa um desconto de R$ 15 no preço de capa das publicações.

Nos próximos dias, os leitores que baixarem o aplicativo terão acesso também aos recém-lançados Anuário da Justiça Federal 2015 e Anuário da Justiça Rio de Janeiro 2015, editados pela equipe da revista eletrônica Consultor Jurídico.

Ferramentas do Direito
O Anuário da Advocacia Pública mostra, pela primeira vez, os detalhes da representação judicial e das consultorias jurídicas do Estado. “Além de ser fundamental por mostrar o que fazem as procuradorias, é um ‘quem é quem’ importantíssimo da AGU e das Procuradorias dos estados”, como afirma o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams.

Voltadas principalmente a um público de advogados, magistrados e membros do Ministério Público, as publicações são de grande utilidade para qualquer um que queira entender o Judiciário do país e o funcionamento da advocacia pública. O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, afirma que os Anuários da Justiça “traduzem o Judiciário de um jeito simples, não só para um público especializado como para o cidadão comum”.

O ministro Marco Aurélio, vice-decano do STF, aponta que "o Anuário da Justiça é importante em termos de memória do Judiciário, e também para emprestar uma publicidade maior ao que é feito nos diversos segmentos do Judiciário. É essa publicidade que viabiliza o acompanhamento pelos interessados e a cobrança da eficiência".

Clique aqui para fazer o download gratuito do aplicativo Anuários ConJur para o seu iPad.

Revista Consultor Jurídico, 10 de novembro de 2014, 6h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.