Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Motivo fútil

Skinhead é condenado por matar punk na porta de casa de show

A Justiça de São Paulo condenou o skinhead Guilherme Lozano Oliveira  a 15 anos de reclusão pelo assassinato de Johni Raoni Falcão Galanciak. Oliveira foi condenado por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e meio cruel).

“Merece ser salientada a repugnância e frieza da ação por ele praticada, ao ceifar a vida da vítima, após se dirigir ao local dos fatos supostamente para assistir a um show, cujo ingresso não comprou”, afirmou.

O crime aconteceu em setembro de 2011, em frente ao Carioca Club, bairro de Pinheiros, pouco antes da apresentação de um grupo de punk rock inglês.

A sentença determinou que Olivera cumpra sua pena em regime inicialmente fechado. No entanto, por já ter aguardado ao julgamento solto, poderá o réu recorrer da decisão em liberdade. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2014, 20h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.