Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova direção

Ministro João Otávio de Noronha é o novo diretor da Escola Judiciária Eleitoral

O ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça, foi indicado, nesta quinta-feira (29/5), pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, para ocupar o cargo de diretor da Escola Judiciária Eleitoral (EJE). Com sua indicação já confirmada pelo Plenário da Corte, Noronha vai ocupar o cargo da ministra Rosa Weber.

Há dois anos na diretoria, Rosa Weber pediu para não ser reconduzida ao cargo de diretora da EJE para o qual foi eleita em 30 de abril de 2012, por indicação da então presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia. Dias Toffoli agradeceu, em nome dos demais ministros, a atuação da ministra à frente da EJE e desejou ao novo diretor sucesso e continuidade do trabalho que vem sendo desenvolvido.

João Otávio de Noronha é ministro do Superior Tribunal de Justiça e tomou posse no TSE, como ministro substituto, no dia 14 de maio de 2013. Em outubro do mesmo ano foi efetivado no tribunal na vaga aberta com a aposentadoria compulsória do ministro Castro Meira. O TSE é composto por membros de outros tribunais. São sete ministros: três do Supremo Tribunal Federal, dois do STJ e dois advogados.

O ministro construiu sua carreira jurídica no Banco do Brasil, onde ingressou como funcionário concursado, em 1975. Tornou-se advogado do banco em 1984, passando por vários cargos de chefia, até chegar a diretor jurídico do BB.

Natural da cidade mineira de Três Corações, João Otávio de Noronha é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Sul de Minas, em Pouso Alegre, onde também concluiu os cursos de Especialização em Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Direito Processual Civil. Com informações da Assessoria de Imprensa do TSE.

Revista Consultor Jurídico, 30 de maio de 2014, 21h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/06/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.