Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Liberdade de imprensa

Ricardo Boechat é condenado por crime de calúnia

A 1ª Vara Criminal do Fórum Regional de Pinheiros, em São Paulo, condenou o jornalista Ricardo Boechat, do grupo Bandeirantes, a seis meses e 16 dias de prisão por crime de calúnia contra o senador Roberto Requião (PMDB-PR). A juíza Aparecida Angélica Correa converteu a pena para três meses de trabalho comunitário. As informações são do portal UOL.

A Band, por meio da assessoria de imprensa, informou que vai recorrer da decisão. Ao Portal Imprensa, Boechat declarou que mantém as declarações sobre o senador. "Me avisaram que tinha uma condenação e o jurídico da Band vai recorrer. Não tem muito o que comentar, mas não mudo uma vírgula daquilo que eu disse", disse o jornalista.

Em 11 de maio de 2011, durante o programa matinal da rádio Band News, do qual é âncora, Boechat acusou o peemedebista de corrupção e nepotismo. Afirmou também que a aposentadoria que Requião recebe por ter sido governador do Paraná é “um roubo”.

O jornalista disse ainda que era alvo de perseguição pois o senador atribuiu a ele a divulgação de uma notícia em que o político era acusado de ter estuprado uma menor de idade. Boechat negou a autoria do comentário.

“Eu sou absolutamente a favor da liberdade da imprensa, mas a irresponsabilidade de alguns jornalistas tem que ser questionada e as pessoas devem ir a juízo. A juíza acertadamente converteu a pena em trabalho social. Preso numa cadeia brasileira, Ricado Boechat com certeza ficaria junto com pessoas piores que ele e poderia sair pior que entrou”, declarou Requião após a divulgação da sentença.

Revista Consultor Jurídico, 9 de maio de 2014, 20h59

Comentários de leitores

3 comentários

Barbaridade

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

Que comentários de baixo nível. a Revista devia censurar, não dá pra ler esse lixo.

acredito que se Boechat

afixa (Administrador)

fosse para um presídio, traria bons frutos para os que lá estão. Ao contrário destes bobalhões que foram presos e que ficaram a vida toda falando que a culpa "é das elite" ou da imprensa golpista. Boechat não usa barba (nem cabelo tem), rs. A gravata dele raramente é vermelha.

Com toda certeza acabará em pizza no recurso.......

hammer eduardo (Consultor)

Ricardo Boechat hoje é um dos microscopicos Jornalistas que mete a borduna com tranquilidade em ratazanas deste calibre para baixo. Curiosamente seu programa no radio é diametralmente oposto ao seu comportamento na TV a noite quando é mais comedido em seus comentarios porem sem bancar o "adesista de ocasião" como o falso circunspecto do Bonner na "grobu".
Entrar na Justiça antes de tudo é um exercicio de cidadania porem via de regra a VAGABUNDALHA que impera em nossa politica imunda , entope a Justiça de questiunculas que fazem a alegria de grandes escritorios de advocacia que ganham rios de dinheiro para defender pessoas que na moita deveriam ja ter sido encarceradas a um bom tempo. Nisto tambem incide o vies autoritario da corja petralha e suas quadrilhas proximas que são DOIDOS pela volta de alguma forma de censura como por exemplo o repugnante "controle social da midia" que a cachorrada petralha adora latir de tempos em tempos para tentar assustar a Imprensa , mais ou menos como ladrões comuns querendo que se fechem as fabricas de sirenes dos carros da policia.
Boechat é uma das estrelas da BAND que com certeza não vai deixa-lo na chuva a merce da corja politica e certamente TAMBEM dispõe de excelentes Advogados que usarão todo o macetario e mais alguma coisa para procrastinar ad eternum esta idiotice bizonha que apenas deseja intimidar. Na moita concordo com tudo que o Boechat disse , apenas aproveitando para acusa-lo de ser demasiadamente "economico" com seus comentarios. A atual classe politica brasileira é um interminavel e descarado desfile de membros da "confraria do 288" , se é que lembram do que se trata......Ja que não da pra encanar , Boechat neles !!!!!!!!!

Comentários encerrados em 17/05/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.