Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Análise Advocacia 500

Pinheiro Neto, BM&A e Wald são os escritórios mais admirados do país

Por 

Pinheiro Neto Advogados, Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados e Wald e Associados Advogados são os escritórios mais admirados do Brasil nas categorias full service, abrangente e especializado, respectivamente, de acordo com a recém-publicada edição 2014 da Análise Advocacia 500. O levantamento foi feito com entrevistas com os diretores jurídicos das 1,5 mil maiores empresas brasileiras.

O Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados e o Siqueira Castro Advogados subiram, cada um, duas posições com relação ao ranking de 2013, que foi elaborado contando todas as categorias de escritórios. Tanto o Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados quanto o Demarest Advogados caíram duas posições.

Na lista geral do ano passado, o BM&A ficou em oitavo lugar. Com a divisão do prêmio em três categorias, a banca assumiu a liderança da classe abrangente.

Já o Wald foi o 15º escritório mais admirado de 2013 antes de ser considerado o melhor especialista.

Na categoria de especializado na área penal, três escritórios dividiram a primeira colocação: Vilardi Advogados e Marcelo Leonardo Advogados Associados (que se mantêm nesta posição pelo segundo ano consecutivo) e Reale e Moreira Porto Advogados Associados.

Honorários flexíveis
Segundo os executivos entrevistados, a flexibilidade para negociar honorários é o segundo fator que mais pesa na hora de contratar um escritório. Antes disso, entram os sempre mencionados critérios da reputação e expertise na área da empresa (ambos com 82%). Outros pontos considerados citados são o relacionamento pessoal com os sócios da banca (74%) e o valor dos honorários (62%).

O levantamento da Análise Advocacia 500 mostra que 68% dos escritórios definem a forma de cobrar o cliente caso a caso. 21% das bancas são pagos por mês, enquanto 11% recebem por hora de trabalho.

Acompanhando a tendência de profissionalização dos escritórios, 33% deles são administrados por profissionais que não são advogados. Mas os sócios ainda comandam dois terços das bancas.

A pesquisa ainda indicou os maiores escritórios em número de advogados. Nesse quesito, o Nelson Wilians e Advogados Associados reinou absoluto. Com 1.440 profissionais, a banca tem quase 500 advogados a mais do que o segundo colocado na categoria full service, o Siqueira Castro, que tem 943. A liderança foi conquistada após a instituição quase dobrar de tamanho com relação a 2013, quando tinha 759 advogados. Depois deles aparecem Décio Freire & Associados, com 501 profissionais, TozziniFreire Advogados, com 456, e Sette Câmara, Corrêa e Bastos Advogados Associados, com 440.

Na categoria abrangente, a disputa foi mais acirrada: a diferença entre o primeiro colocado, Costa Bertholdo Sociedade de Advogados, e o quinto, o Queiroz Cavalcanti Advocacia, é de 130 advogados, a menor entre os três nichos.

A vantagem mais folgada ocorre entre as firmas especializadas. Com 836 advogados, o JBM Advogados tem mais profissionais do que os outros quatro integrantes do Top 5 somados (501 advogados). O escritório tem cinco vezes mais advogados do que o segundo colocado, o Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados Associados. 

Mudanças na metodologia
A edição deste ano da Análise Advocacia alterou a metodologia de avaliação dos escritórios. Em vez de avaliarem todas as bancas juntas, os organizadores do anuário separam os rankings de acordo com o grau de alcance: full service (escritórios que prestam serviços em todas as áreas do Direito), abrangente (tem atuação em vários campos jurídicos, mas deixam de atender alguma área importante) e especializado (tem atuação concentrada em poucas áreas do Direito).  

De acordo com o editor da publicação, Alexandre Secco, a mudança facilita a avaliação dos advogados. Para fortalecer seu argumento, ele compara essa divisão com a que ocorre no boxe.

“[A divisão entre full service, abrangente e especializado] equivale, no boxe, à separação dos lutadores por peso. É impossível apontar o nome do melhor boxeador do momento sem antes definir a categoria: pesado, meio-pesado, médio ligeiro... O escritório e o advogado mais admirado agora também se encaixarão nas categorias. Haverá o mais admirado full service, o mais admirado abrangente e o mais admirado especializado”, explica Secco.

Outra novidade é que todos os rankings, inclusive os que reúnem advogados, agora são organizados em três faixas: a dos primeiros colocados, a dos segundos e a dos terceiros.

Também houve um grande aumento dos setores econômicos avaliados pela Análise Advocacia, que passaram de 20 para 39. Entre os novos segmentos, estão o aeronáutico, o de concessão rodoviária, o de hotelaria e turismo, o de produtos de consumo, o de saúde, e o de telecomunicação.

Veja a lista dos escritórios com melhor pontuação na Análise 500:

 

Mais admirados - full service
RankingNome da sociedadeAdvogadosCausas
1Pinheiro Neto Advogados36916.551
2Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados336-
3Siqueira Castro Advogados943409.800
4Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. E Quiroga Advogados33010.000
5Demarest Advogados25121.000
6Trench, Rossi e Watanabe Advogados206-
7TozziniFreire Advogados45667.680
8Veirano Advogados268-
9Leite, Tosto e Barros Advogados140-
10Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados201-
Mais admirados - abrangente
RankingNome da sociedadeAdvogadosCausas
1Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados277-
2Ulhôa Canto Advogados1003.380
3Bichara Advogados14259.750
4L.O. Baptista Schmidt Valois Miranda Ferreira Agel91-
5Escritório de Advocacia Sérgio Bermudes107-
6Motta, Fernandes Rocha Advogados851.300
7Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra Advogados 699.352
7Mundie e Advogados 568.000
9Dannemann Siemsen Advogados324322.883
9Salusse Marangoni Advogados13132.414
Mais admirados - especializado
RankingNome da sociedadeAdvogadosCausas
1Wald e Associados Advogados432.200
2Pinheiro Guimarães Advogados74850
3Fábio Ulhoa Coelho Advogados Associados2-
4Carvalhosa e Eizirik Advogados2080
4Dinamarco, Rossi, Beraldo & Bedaque Advocacia484.100
 4 Tinoco Soares Sociedade de Advogados 1224.900 
7Advocacia Gandra Martins 9-
7Advocacia Waltenberg10100
7Aroeira Salles Advogados341.285
7Ayres Ribeiro Advogados21750
7Buzaglo Dantas Advogados7350
7Carlini Advogados Associados113.160
7Dias de Souza Advogados Associados 143.539
7Gusmão & Labrunie Advogados 3339.780
7HLL Advogados Associados 172.800
7JBM Advogados 836-
7Kasznar Leonardos Propriedade Intelectual2763.460
7Mallet Advogados Associados242.866
7Marcelo Leonardo Advogados Associados 181.500
7Mascaro Nascimento Advogados459.400
7Milaré Advogados 171.750
7Montaury Pimenta, Machado & Vieira de Mello 3360.800
7Nery Advogados 8130
7Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados Associados16726.252
7Reale e Moreira Porto Advogados Associados6500
7Ricardo Carneiro Sociedade de Advogados8581
7Sacha Calmon - Misabel Derzi Consultores e Advogados 673.900
7Schmitt Advogados 102.000
7Vilardi Advogados 12-
Maiores - full service
RankingNome da sociedadeAdvogadosCausas
1Nelson Wilians & Advogados Associados1.440326.002
2Siqueira Castro Advogados943409.800
3Décio Freire & Associados50186.900
4TozziniFreire Advogados45667.680
5Sette Câmara, Corrêa e Bastos Advogados Associados 440165.000
 6Dantas, Lee, Brock & Camargo Advogados392247.500
 7Pinheiro Neto Advogados36916.551
 8 Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados 336 -
 9 Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. E Quiroga Advogados 330 10.000
 10 Martinelli Advocacia Empresarial 298 31.520
Maiores - abrangente
RankingNome da sociedadeAdvogadosCausas
1Costa Bertholdo Sociedade de Advogados43155.800
2Rocha Marinho e Sales Advogados401118.500
3Dannemann Siemsen Advogados324322.883
4Chalfin, Goldberg, Vainboim & Fichtner Advogados Associados30497.849
5Queiroz Cavalcanti Advocacia301118.947
 6 Fragata e Antunes Advogados295 148.757
 7 Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados277 -
 8 Mandaliti Advogados 234 132.220
 9 Marcelo Tostes Advogados 214 101.303
 10 Benício Advogados Associados 20656.266
Maiores - especializado
RankingNome da sociedadeAdvogadosCausas
1JBM Advogados836-
2Pipek, Penteado e Paes Manso Advogados Associados16726.252
3Brandão Couto, Wigderowitz & Pessoa Advogados13828.800
4Basilio Advogados10323.600
5Pessoa & Pessoa Advogados Associados9323.275
6Autuori Burmann Sociedade de Advogados7729.271
 7Braga & Moreno Consultores Jurídicos e Advogados753.766
 8Pinheiro Guimarães Advogados74850
 9 Advocacia Maciel7343.510
 10 Sacha Calmon - Misabel Derzi Consultores e Advogados 67 3.900

 

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 7 de dezembro de 2014, 9h12

Comentários de leitores

8 comentários

Atuação empresarial para grandes empresas

Alexandre Neves 1965 (Publicitário)

Dr. Marcos Alves Pintar, realmente não existem "melhores" nesta pesquisa, como já demonstrado anteriormente. Bem como não há publicidade. Esta publicação existe há 9 anos e se tornou referência do mercado jurídico nacional. Nenhum escritório pagou um centavo para ter tido seu nome publicado, portanto, trata-se de exposição do resultado de uma pesquisa séria que é feita há 9 anos. Acredito que os dirigentes das áreas jurídicas das 1500 maiores empresas brasileiras não se prestariam a dar sua opinião, há tanto tempo, se a pesquisa não fosse séria. Nada do que é publicado, ou como é publicado, fere o provimento 94/2000 da OAB. Preceitos respeitados pelo mercado e pela editora que faz a publicação. Vale ressaltar que, naturalmente, o profissional pesquisado, se utiliza de escritórios com atuação empresarial e estruturados para este tipo de atendimento.

A fábrica de cigarro também era admirada

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Não há "melhores", sr. daniel (Outros - Administrativa). O que existe são os que pagam mais aos publicitários, e são os escritórios "mais admirados".

Administradores

PM-SC (Advogado Autônomo - Civil)

O que + chamou minha atenção foi saber que nos escritórios de advocacia de grande porte a administração não é da competência exclusiva de advogado, mas sim de profissional de outra área técnica. No judiciário geralmente setores são administrados por magistrados, vale dizer, não se conhece exercício de matéria multidisciplinar.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 15/12/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.